Coluna da Arte Suave: a interpretação 'errada' das pessoas e o Jiu-Jitsu sem preconceitos; confira

Tatame

29/11/2016 09:45

Certas vezes, nos pegamos ainda em situações onde percebemos que o Jiu-Jitsu é visto e interpretado de maneira errada pelas pessoas que não lutam, desde montagens engraçadas até comentários depreciativos da nossa arte suave. Mas creio que fazemos muitas vezes por onde alimentar essa visão. Recentemente, treinando, meu olho ficou roxo, parecendo muito uma lesão deixada por um soco. Olhando no espelho, eu achei normal, e acredito que todo lutador deve ter ganhado essas "medalhas" de treino ou já ter visto em algum parceiro assim.

Na manhã seguinte ao treino, alguns perguntavam, é claro, como tinha sido que eu fiquei com o olho roxo. Mas aí comecei a notar que, na maioria das vezes, ao responder "foi treinando", eu via um olhar de desaprovação, quando não vinha um conselho, quase um alerta. "Fala no trabalho que foi jogando bola", e muitas outras desculpas surgiram durante o dia. Fiquei, então, pensando em como a sociedade, de maneira geral, ainda interpreta o nosso esporte.

620x414
Luiz Dias, em seu novo artigo, fala sobre o preconceito ao Jiu-Jitsu atualmente (Foto divulgação)


Você pode se machucar jogando futebol, vôlei, basquete ou outro esporte. Pode se quebrar, ter contraturas, lesões ou algum tipo de machucado que é normal. Ou no mínimo aceitável. Mas não pode por lutar? Em um esporte de contato, força, explosão e vigor físico, como o nosso, algum acidente não pode acontecer? Em parte, temos de falar a verdade mesmo. Explicar quantas vezes for preciso que isso acontece. Qual é o problema? Quantos acidentes, infelizmente graves, aconteceram em outros esportes e não percebo essa reação. Nós, lutadores, temos, na minha visão, quando acontecer esses acidentes, explicar quantas vezes for preciso para mudar essa opinião.

Mentir sobre como aconteceu, para mim, já soa como uma vergonha do esporte que pratica, como se dessa maneira você admitisse que está fazendo algo que não deveria ou que não é certo. Expliquei sobre o meu olho roxo quantas vezes foi preciso. E com muita tranquilidade, comentava exatamente isso que escrevo, e percebo que infelizmente para muitos ainda é inconcebível, ou seja, você pode sofrer lesão em qualquer esporte que não tem problema, acontece. Entretanto, sofrer alguma lesão lutando é algo completamente inaceitável. No Jiu-Jitsu, como em outro esporte, existe seu grau de risco em lesões, mas é dever nosso explicar, para ajudar a mudar a mentalidade das pessoas. Quantos benefícios à nossa saúde física e mental o Jiu-Jitsu traz? Não importa se você é um lutador, competidor ou professor, quando for questionado nesse assunto, explique, argumente. Quebre esse conceito errado que inexplicavelmente as pessoas tem, que você pode se machucar em qualquer esporte que “acontece” ou “foi um azar”, mas sofrer uma lesão nos ligamentos ou um olho roxo lutando é “coisa de maluco”.

A mudança começa em pequenas atitudes executada por todos nós. Qual o demérito em se lesionar treinando? Acontece. Ruim é quando temos de ficar longe dos tatames. Vamos ajudar a moldar e fortalecer a imagem do nosso Jiu-Jitsu, além de um grande esporte para mim, é um caminho que sempre me fortaleceu em todos os aspectos da minha vida.

Para mais informações sobre, acesse o meu Instagram pelo link https://www.instagram.com/luizdiasbjj/ ou entre em contato pelo e-mail geracao.artesuave@yahoo.com.br. Bons treinos e boa semana. Oss!