Mazzelli celebra tricampeonato mundial, cita motivações e principal conquista da sua carreira; veja

Mateus Machado

15/07/2016 10:54

Com uma carreira repleta de conquistas, Fernanda Mazzelli faturou, no último mês, mais um título importante na sua trajetória na arte suave. No Mundial de Jiu-Jitsu deste ano, organizado pela IBJJF na Califórnia (EUA), a atleta se consagrou campeã mundial mais uma vez, em final que foi disputada no dia 5 de junho, na tradicional Pirâmide de Long Beach. Entre as 10 melhores atletas do Ranking Mundial pela segunda vez consecutiva, Mazzelli lutou na categoria peso-pesado. Campeã em 2012, na categoria meio-pesado, em 2015 no pesadíssimo e em 2016 no peso-pesado, a lutadora realizou um feito histórico para a cidade de Guarapari-ES, sua terra natal. Na semifinal, a atleta enfrentou Alison Victoria. Já na final, precisou derrotar Samela Shoham na decisão dos juízes, já que após empate, a capixaba foi declarada campeã por sua agressividade.

Fernanda, que também é vereadora de sua cidade e responsável por um projeto que ajuda crianças carentes através do esporte, em Guarapari, tem como próximo grande objetivo a conquista do ADCC, que será realizado no ano que vem, na Finlândia. Em entrevista à TATAME, Mazzelli relembrou seus três títulos mundiais e considera que o ouro conquistado em 2012 foi o mais especial para sua carreira até este momento.

620x413
Fernanda Mazzelli conquistou seu terceiro título mundial e realizou feito histórico (Foto BJJ Pix)


"Em todas as competições, sentimos dificuldades, pois lutamos com meninas diferentes e cada vez mais elas estão mais técnicas. Dos três títulos, a conquista mais especial foi em 2012, quando ganhei meu primeiro título na faixa preta. Treinei muito para chegar ao topo, passei dificuldades nos treinamentos físicos e técnicos. Perdi peso e lutei com adversárias que já tinha perdido, então, isso fez com que a vitória fosse ainda melhor".

Confira outros trechos da entrevista com Fernanda Mazzelli:

- Maior nome do Jiu-Jitsu atualmente

Na minha opinião, existem muitas meninas que são boas, técnicas e fortes, a competição está cada vez mais dura. Prefiro, então, não citar nomes, e ficar com o meu nome mesmo: Fernanda Mazzelli (risos).

- Planos para o próximo Mundial da IBJJF

Vou em busca do quarto título mundial, mas a categoria ainda não sei. Já fiz uma bela trajetória ganhando em três categorias diferentes: em 2012, no meio pesado, em 2015, no pesadíssimo, e agora em 2016, no peso-pesado. Vamos ver e trabalhar qual será a melhor divisão para disputar mais um ouro no ano que vem.

- Recepção das crianças do Projeto Social

Voltei mais devagar, mas voltei. A reação das crianças é o que me faz ter energia para continuar a treinar. Elas ficaram felizes com o resultado, mostrei a medalha para elas e algumas falaram: "Tia, é muito grande, né? Será que um dia vou ter uma dessa?". É isso que me faz querer treinar e competir mais, é o meu combustível.