Matt Brown explica confusão envolvendo ex-treinador de Jiu-Jitsu e agressão no hotel em Curitiba

Tatame

19/05/2016 11:15

694x462
Matt Brown não teve somente confusão com a torcida brasileira durante a sua passagem pelo país (Foto UFC)

Derrotado por Demian Maia no último sábado (14), pelo UFC 198, na Arena da Baixada, em Curitiba, Matt Brown acabou somando mais um revés no seu cartel e se afastou de um title shot na divisão dos meio-médios.

* Vídeo: Matt Brown faz gesto obsceno para o público durante pesagem do UFC 198 e vaias ecoam

Entretanto, esse não foi o único problema do lutador americano durante a sua passagem no Brasil. Além de ter sido agredido pelos torcedores durante a sua entrada no octógono logo antes de enfrentar Demian, no domingo (15) Brown ainda foi surpreendido por Rodrigo Botti, seu ex-treinador de Jiu-Jitsu e antigo desafeto, e sofreu uma agressão surpresa no saguão do hotel em que estava hospedado em Curitiba.

 

* Relembre: treinador de Jiu-Jitsu acusa Matt Brown de agressão após discussão: 'É um criminoso'
* Vídeo: ex-treinador de Jiu-Jitsu de Brown é detido após invadir hotel e agredir lutador em Curitiba

Em entrevista ao podcast "The Great MMA Debate", Matt Brown deu a sua versão sobre os fatos ocorridos naquela manhã de domingo, em Curitiba, e contou o que aconteceu envolvendo ele e o seu ex-treinador.

"Me levantei tarde (no domingo), desci para almoçar e de repente eu senti alguma coisa do lado da minha cabeça. Eu pensei que era um fã... Você sabe, esses fãs que estavam me batendo na cabeça, foi o que eu senti. Talvez um cara que foi bater no meu ombro um pouco mais forte e acabou errando. Ou talvez eu que me movi no momento errado, ou algo assim. Então eu meio que olhei para o meu treinador, ele acenou e disse: 'Que p*** é essa?'. Aí eu percebi que havia levado um soco", contou o meio-médio Brown, que prosseguiu.

"Tinha um pilar enorme entre eu e a escada, então o invasor já devia estar observando há um tempo. Não havia como ele saber que eu estava sentado lá sem que estivesse buscando algo específico", completou.

Ao se dar conta de que o agressor era Rodrigo Botti, Brown se levantou e foi atrás do brasileiro. Porém, foi contido por um grupo de fãs na recepção, que o pararam para fotos e autógrafos. Logo depois, Botti foi pego pela equipe do lutador americano e seguranças do hotel, que o imobilizaram até a chegada da polícia local.