Treinador de Gustafsson no Jiu-Jitsu, Finfou analisa luta contra Glover e diz: ‘O sueco está afiado’

    Alan Finfou acredita que Gustafsson pode finalizar o brasileiro Glover Teixeira (Foto UFC)
    4
    Alan Finfou acredita que Gustafsson pode finalizar o brasileiro Glover Teixeira (Foto UFC)

    Ex-desafiante ao cinturão meio-pesado do Ultimate e atual primeiro colocado no ranking da categoria, atrás somente do campeão Daniel Cormier, Alexander Gustafsson terá mais um grande desafio em sua carreira. No próximo domingo (28), o sueco lutará em seu país diante do brasileiro Glover Teixeira no combate principal do UFC Fight Night 109, que será realizado em Estocolmo, na Suécia.

    Em reta final de preparação para o esperado duelo, Gustafsson, assim como em outras preparações, vem contando com uma ajuda de peso. Trata-se do faixa-preta multicampeão Alan Finfou, que reside na Suécia há alguns anos e, atualmente, é o responsável por afiar o jogo de chão de Alexander para seus confrontos no Ultimate. Em entrevista exclusiva à TATAME, o brasileiro falou do trabalho desenvolvido com o sueco para a luta contra Glover e ressaltou a confiança no Jiu-Jitsu do seu pupilo.

    “Estamos com o camp de treinamento a todo vapor. O Gustafsson está bem animado para essa luta contra o Glover. Estamos com as expectativas melhores possíveis e a gente está muito empenhado para a preparação dele. Estou fazendo meu trabalho, que é a parte do Jiu-Jitsu, e ele está respondendo muito bem com a parte de chão, o sueco está afiado (risos). Não acho que ele vai ter problemas se a luta for para o chão, pois tenho certeza que ele está com o Jiu-Jitsu bastante afiado”, analisou Finfou, que ainda revelou como surgiu a amizade com Gustafsson e citou a principal referência do lutador em relação aos brasileiros.

    “Conheci o Alexander Gustafsson através do empresário dele e do treinador de Boxe dele, logo depois da luta contra o Maurício Shogun (em 2012), onde ele saiu com a vitória por decisão unânime. O Gustafsson adora o Brasil e se inspira muito no Anderson Silva, tem ele como um ídolo e referência dentro do esporte”, afirmou.

    Com uma carreira repleta de títulos e de grandes feitos no Jiu-Jitsu, Alan Finfou acumula experiências de treinamento no Brasil e também em outros países, como nos Estados Unidos e também na própria Suécia. Desta forma, o experiente faixa-preta comentou sobre as diferenças nos métodos aplicados em treinamentos no Brasil e nos EUA.

    “Na maioria das vezes, a diferença é a estrutura que as academias lá de fora possuem e também pelo fato do Mundial (de Jiu-Jitsu da IBJJF) ter mudado para lá (Estados Unidos). Então, isso fez com que o esporte crescesse bastante nos Estados Unidos. Até mesmo na parte do MMA, as maiores organizações são americanas, então com certeza, isso fez com que se tornasse muito mais viável os atletas se mudarem para lá. Nos EUA, eles encontram mais vantagens em relação ao Brasil”, concluiu.

    *Por Mateus Machado 

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome