MMA UFC

Focado em Gustafsson, Glover prega cautela por title shot: ‘Nem estou pensando nisso neste momento’; veja

Com uma luta importante pela frente, Glover Teixeira vai até à Suécia encarar o dono da casa Alexander Gustafsson, no próximo domingo (28),  pelo UFC Estocolmo. Mesmo sabendo que uma vitória sobre o sueco o coloque próximo de disputar o cinturão dos meio-pesados do Ultimate, o brasileiro prefere não pensar nisso durante a preparação para o duelo.

UFC 208: Teixeira v Cannonier
Glover bateu Cannonier por decisão unânime dos jurados em luta morna (Foto: Getty Images)
“Vencer essa luta é meu objetivo, agora sobre cinturão eu não sei. Isso não está nas minhas mãos de resolver isso, o Jon Jones vai lutar com o Cormier e depois disso a gente vê o que vai ocorrer. Sinceramente, nem estou pensando nisso neste momento”, disse Glover.

* Treinador de Gustafsson no Jiu-Jitsu, Finfou analisa luta contra Glover e diz: ‘O sueco está afiado’

Vale lembrar, que Daniel Cormier, campeão da divisão dos meio-pesados, irá defender o título contra Jon Jones no UFC 214, marcado para acontecer no dia 29 de julho, na Califórnia (EUA). Deste modo, existe a expectativa que o vencedor de Glover e Gustafsson seja o próximo desafiante. Além disso, durante a entrevista à TATAME, o brasileiro comentou sobre a preparação para o embate e a performance contra Jared Cannonier, no UFC 208, que rendeu algumas críticas dos fãs e da imprensa especializada.

Confira a entrevista exclusiva com Glover Teixeira abaixo:

– Preparação para a luta contra o Gustafsson

Foi ótima, estou muito bem preparado e não fiz muita coisa de diferente não. Claro, fiz algumas coisas, treinei com os caras altos, mas é algo normal. Preparação em todos os aspectos de tudo.

– Jogo de quedas contra o Cannonier no UFC 208

Sempre boto os caras para baixo e é claro que se aparecer uma oportunidade vou botar o Gustafsson para baixo, mas é claro que a gente está sempre na minha estratégia. Como o Cannonier aceitou a queda, o chão, foi a luta toda daquele jeito. Foi bom para mim, uma vitória tranquila. Quando eu luto contra caras do Wrestling, procuro ficar em pé e nocautear, como fiz com Ryan Bader e Patrick Cummins.

– Críticas dos fãs após a luta contra o Cannonier

Não me importo e, sinceramente, nem vejo esse negócio de crítica, de como que estou lutando, de como eu perdi, não fico olhando isso. Eu faço o meu trabalho, sei o quanto eu trabalhei, treinei e o quanto foi duro chegar até aqui. É isso. Deixo as críticas de lado e passo por cima de tudo, ou fazer o meu melhor sempre. As únicas pessoas que devo explicação é a minha família e meus amigos.

– Análise do combate contra o Alexander Gustafsson

O ponto do forte do Gustafsson é um cara versátil que luta todo as habilidades. Tem um Wrestling, Striking bom, movimenta bem as pernas. O negócio é estar pressionando o tempo todo e fazê-lo sentir minha mão. É um cara que luta bem, tenho que estar pressionando o tempo todo. Estou indo buscar nocaute e se aparecer a oportunidade de botar ele para baixo, vou finalizar. Sempre vou procurar. Estou bem preparado e confiante em todos os aspectos. Vamos ver.

CARD COMPLETO

UFC FIGHT NIGHT 109
Estocolmo, na Suécia
Domingo, 28 de maio de 2017

Card principal
Alexander Gustafsson x Glover Teixeira
Volkan Oezdemir x Misha Cirkunov
Peter Sobotta x Ben Saunders
Abdul Razak Alhassan x Omari Akhmedov
Oliver Enkamp x Nordine Taleb
Jack Hermansson x Alex Nicholson

Card preliminar
Pedro Munhoz x Damian Stasiak
Trevor Smith x Chris Camozzi
Reza Madadi x Netto BJJ
Nico Musoke x Bojan Velickovic
Darren Till x Jessin Ayari
Marcin Held x Damir Hadzovic

um comentário

Deixe uma resposta