Coberturas Jiu-Jitsu Mundial 2017

Fera da Nova União, Alex Sodré analisa adversários do Mundial na faixa-marrom: ‘Me vejo saindo muito bem’

O Campeonato Mundial de Jiu-Jitsu, marcado para começar nesta quinta-feira (1º), na Califórnia, Estados Unidos, está com uma das melhores safras da faixa-marrom dos últimos anos, do peso-galo ao pesadíssimo. Entre eles, está o jovem manauara Alex Sodré, de 21 anos. Aluno do popular Rodrigo Feijão, faixa-preta da Nova União, Sodré busca o ouro no peso-pluma, categoria recheada de feras como, por exemplo, Pablo Mantovani (Atos), Kennedy Maciel (Alliance), Yago Rodrigues (Marcio Rodrigues) e outros talentos.

Sodré, que treina Jiu-Jitsu há 8 anos, falou dos treinos e comentou sobre o camp que fez na GD Jiu-Jitsu, no Arizona, ao lado de Marcio André, Espen Mathiesen, Horlando Monteiro, Tommy Langaker, e outras feras da equipe.

alexsodré
Alex Sodré é uma das boas atrações de sua categoria para o Mundial da IBJJF (Foto Divulgação)

“Estou me sentindo muito muito bem em um modo geral. Já estou no peso. Na verdade, eu nunca bati um peso tão bem assim, pois eu sempre bato o peso um dia antes da competição. O camp foi muito bom, para mim, pois a qualidade dos treinos estava ótima. A energia da galera foi incrível. Eu me preparei como sempre, treinando para diversificar cada vez mais. Gosto de passar por diversas situações, para que eu não me surpreenda no momento da luta. Penso que, quando você tentar fazer um jogo só, você acaba se limitando. Então, é sempre bom treinar tudo e estudar bastante. Eu gosto bastante de passar a guarda usando a mobilidade das pernas”, comentou o atleta.

O que passa pela mente do manauara faltando pouquíssimo para competir o maior campeonato do mundo? O próprio atleta respondeu.

“Não gosto muito de ficar pensando nas lutas, tento esquecer. Porém, assim que vi as chaves, eu me vi me saindo muito bem, em todas as lutas. A maior lição que o Feijão me passa é que o sol brilha para todos e que cabe a você mesmo fazer transformar seus sonhos e suas metas em realidades”, encerrou Sodré.

O faixa-marrom da Nova União tem na bagagem dois títulos brasileiros da CBJJ, um título do World Pro e diversos títulos nos Opens da IBJJF.

Veja o estilo de Alex Sodré e aqueça para o Mundial:

Deixe uma resposta