José Aldo tenta manter reinado dos penas contra Holloway e lidera card do UFC 212, no Rio; resultados aqui

    José Aldo e Max Holloway (Foto: Getty Images)

    A última vez que o Ultimate aterrizou no Rio de Janeiro foi em agosto de 2015, quando Ronda Rousey brilhou diante da torcida carioca. Quase dois anos depois, a festa será comandada por José Aldo, campeão linear dos penas, e Max Holloway, dono do cinturão interino da divisão, que buscam a unificação do título. Além disso, o co-main event tem a presença de Claudinha Gadelha contra a polonesa Karolina Kowalkiewicz, que pode decidir a próxima desafiante ao cinturão dos palhas. Outro representante do Brasil e da cidade é Vitor Belfort que mede forças com Nate Marquardt.

    *José Aldo é considerado favorito nas bolsas de apostas para luta contra Holloway no UFC 212

    Para manter o reinado diante da torcida

    Um dos campeões mais dominantes da história do Ultimate, Aldo passou por uma grande prova de fogo quando foi derrotado por Conor McGregor em 13 segundos. O brasileiro pediu uma revanche imediata e não foi atendido por Dana White, presidente da organização. O lutador da Nova União conquistou o cinturão interino ao vencer Frankie Edgar, em julho de 2016, e “garantiu” a chance de lutar contra o irlandês, que subiu para os leves e, inclusive, ostenta o cinturão da categoria. O Manauara chegou a se aposentar, mas voltou atrás e defenderá o título linear diante da torcida e busca um nocaute que não acontece desde 2013, quando venceu o “Zumbi Coreano”, também no Rio de Janeiro.

    *Após enfrentar Holloway, Aldo quer fazer superlutas: ‘Quero me testar contra lutadores de outras categorias’

    11
    José Aldo e Max Holloway fazem o main event do UFC Rio (Foto: Getty Images)

    Do outro lado do cage, ostentando dez vitórias seguidas e o cinturão interino dos penas, Holloway tenta desbancar o “Rei da divisão”. Assim que o confronto foi marcado, o havaiano disparou inúmeras provocações contra o brasileiro, no entanto, às vésperas do embate, o lutador mudou o tom e disse que Aldo é um dos maios nomes da história do MMA. Em sua última luta, “Blessed” venceu Anthony Pettis por nocaute e conquistou o direito de enfrentar o campeão linear.

    Duelo pode decidir futuro da divisão dos palhas

    No co-main event, um importante confronto promete agitar a Arena Olímpica e, principalmente, desenhar o futuro da divisão que tem Joanna Jedrzejczyk como “dona”. Claudinha Gadelha, que já perdeu duas vezes para a campeã, vem de vitória sobre Cortney Casey, no UFC São Paulo. Enquanto isso, Karolina não luta justamente desde o UFC 205, em novembro de 2016, quando foi derrota pela dona do cinturão. Vale lembrar, que a brasileira é a primeira do ranking e a polonesa a segunda colocada.

    *Claudinha ‘foca’ em Karolina e aponta sobre trilogia com Joanna: ‘Tenho que provar que eu posso enfrentá-la de novo’

    14
    Claudinha e Karolina prometem uma grande luta (Foto Getty Images)

    Para encontrar o caminho das vitórias

    O retrospecto recente de Belfort não é dos melhores, são duas derrotas e um revés que virou “No Contest”, após Kelvin Gastleum ser flagrado no exame antidoping. O “Fenômeno” chegou a anunciar que iria realizar a sua última luta da carreira, mas voltou atrás e pretende seguir competindo e cogita a hipótese de uma “Liga de Lendas”, formada por ex-lutadores. O adversário da noite, Nate Marquardt, perdeu duas das últimas três lutas que realizou no UFC.

    *Belfort revela vontade de continuar no UFC, cita ‘Liga das Lendas’, mas diz: ‘É necessária uma mudança de regras’

    15
    Vitor Belfort quer voltar a vencer diante de Nate Marquardt (Foto: Getty Images)

    Mais brasileiros em ação no UFC 212

    Ainda no card principal, Paulo Borrachinha, que estreou com vitória impressionante no UFC Fortaleza, encara Oluwale Bamgbose. Já Erick Silva quer embalar de vez na organização contra Yancy Medeiros. O confronto que fechará o card preliminar promete dividir o público na Arena. Os brasileiros Raphael Assunção e Marlon Moraes, estreante no Ultimate e ex-campeão do WSOF, vão duelar pela divisão dos galos.

    *Raphael Assunção prega respeito por Marlon, mas avisa: ‘Acho que tenho um pouco mais de vantagem’

    13
    Raphael Assunção e Marlon Moraes fazem o único duelo entre brasileiros (Foto: Getty Images)

    Seguindo no card preliminar, Antônio Cara de Sapato busca a terceira vitória seguida no UFC contra Eric Spicely, que também é oriundo do Jiu-Jitsu. Após vitória no UFC São Paulo, Johnny Eduardo tenta repetir o feito contra Mathew Lopez. Iuri Marajó também quer a “trinca” contra Brian Kelleher. Entre as mulheres, Viviane Sucuri busca o segundo triunfo na franquia, em luta contra Jamie Moyle. Ainda sem vencer no Ultimate, Luan Chagas mede forças com Jim Wallhead. Abrindo o evento, Marco Beltrán encara Deiveson Alcântara.

    CARD COMPLETO:

    UFC 212
    Sábado, 03 de junho de 2017
    Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro

    Card Principal

    Max Holloway derrotou José Aldo por nocaute técnico no 3R
    Claudinha Gadelha finalizou Karolina Kowalkiewicz com um mata-leão no 1R
    Vitor Belfort derrotou Nate Marquardt por decisão unânime dos jurados
    Paulo Borrachinha derrotou Oluwale Bamgbose por nocaute técnico no 2R
    Yancy Medeiros derrotou Erick Silva por nocaute técnico no 1R

    Card Preliminar

    Raphael Assunção derrotou Marlon Moraes por decisão dividida dos jurados
    Antônio Cara de Sapato finalizou Eric Spicely com um mata-leão no 2R
    Mathew Lopez derrotou Johnny Eduardo por nocaute técnico no 1R
    Brian Kelleher finalizou Iuri Marajó com uma guilhotina no 1R
    Viviane Sucuri derrotou Jamie Moyle por decisão unânime dos jurados
    Luan Chagas finalizou Jim Wallhead com um mata-leão no 2R
    Deiveson Alcântara derrotou Marco Beltrán por nocaute técnico no 2R

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome