No primeiro Mundial como faixa-preta, Nicholas Meregali destaca: ‘Me sinto muito bem preparado’

    Nicholas Meregali é uma das grandes promessas para esta edição (Foto: Reprodução)

    Por Yago Rédua

    Após conquistar o ouro duplo na faixa-marrom do Mundial em 2016, Nicholas Meregali pretende alçar vôos entre os principais nomes do Jiu-Jitsu. O lutador recebeu em dezembro do ano passado, a faixa-preta do mestre Mario Reis, da Alliance, e vai em busca das medalhas douradas desta edição do Mundial da IBJJF, neste fim de semana, que está sendo realizando na tradicional Pirâmide, em Long Beach, na Califórnia (EUA).

    10
    Meregali é uma das grandes promessas para esta edição (Foto: Reprodução)

    Em conversa exclusiva com a TATAME, Meregali contou que abriu mão de alguns campeonatos, visando se preparar de maneira integral para o Mundial. Além disso, afirmou que o lado psicológico também está bem equilibrado e que pretende participar do absoluto.

    Confira abaixo a entrevista com Nicholas Meregali
    – Preparação intensa para o Mundial
    A preparação foi feita com bastante tempo, nós optamos por não lutar alguns grandes eventos do ano para fazer um camp sem interrupções. Acho que fizemos uma escolha certa, pois me sinto muito bem preparado.

    – Trabalho realizado no lado psicológico
    Meu lado psicológico está muito bom. Tenho certeza que fiz tudo e mais um pouco para sentir me confiante diante de tal desafio. Acredito que será um grande momento em todos os aspectos, independentemente do resultado.

    – Adaptação rápida a faixa-preta
    Não acredito que seja um trunfo e, sim, um motivo para motivação. Estou acostumado a lutar, fazem quatro anos que mantenho um bom ritmo de campeonatos, então, adaptar-se é natural.

    – Desafios no peso e absoluto
    Na faixa-preta existem grandes nomes, então não tenho como saber com quem serão meus adversários. Penso sim (disputar o absoluto), me coloquei à disposição da equipe para disputar. No absoluto, praticamente todos são destaque.

    – Objetivos para o segundo semestre
    Se receber convites, com certeza lutarei. Quero me dedicar em mais competições até o final do ano.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome