MMA

Dudu explica ‘desânimo’ contra Higo e prevê defesa seguinte, com Caldwell: ‘Vou quebrar as costelas dele’

Por João Carlos Cavalcanti

Campeão peso-galo do Bellator, Dudu Dantas venceu seu último confronto, contra o também brasileiro Leandro Higo, por decisão dividida dos jurados, pela edição de número 177 do evento. Contudo, o embate que seria válido como uma defesa de cinturão para Dudu, acabou não valendo nada pelo fato de o desafiante não ter batido o peso. Desta forma, a disputa de título foi cancelada e o combate para o atleta da Nova União acabou não sendo tão “animador”.

Dudu é um dos principais lutadores do Bellator, onde conseguiu ser campeão dos galos em duas oportunidades. Já Higo era estreante na organização e conseguiu, imediatamente, disputar um title shot, pois Darrion Caldwell, que iria enfrentar o campeão, se machucou e precisou sair da luta.

$ (1)
Dudu explicou o motivo de ter entrado desanimado contra Higo (Foto Lucas Noonan / Sherdog.com)

Em entrevista à TATAME, o campeão do Bellator afirmou que lutou desanimado justamente por Higo não ser um oponente ranqueado e por não ter batido o peso, algo que fez a luta perder o “glamour” da defesa de cinturão. Mesmo assim, o atleta da Nova União deixou claro que está louco para voltar a lutar e mandou um recado para Caldwell.

“Não achei que foi uma luta apertada, achei normal, como todas as outras. Só que foi a mesma coisa de um homem ir para a cama com uma mulher sem tesão (risos). Eu fui lutar com ele sem vontade nenhuma. Primeiro porque lutei com um cara que não era ranqueado, ele estava estreando e ainda por cima ele não bateu o peso e isso tudo me frustra. Eu, como campeão, dei a chance de lutar comigo, podia muito bem não ter aceitado a luta, que era para ser cinco rounds, e isso frustra muito. Fiz como uma luta qualquer para ganhar, não me arrisquei, para não dizer que não tomei um soco, levei um só de raspão e lutei para ganhar e não para fazer um lutão’”, disse Dudu, que seguiu falando.

“Cara, estou pegando fogo! Como eu disse, foi uma luta muito morna que eu fiz contra o Leandro, então parece que não lutei. Eu, por dentro, sinto que tenho que ativar esse fogo, essa agressividade toda que os fãs gostam de ver. Estou doido para lutar, soltar isso tudo que guardei, fazer o que eu não fiz nessa última luta. Para as pessoas que não gostaram da minha última luta, vou incendiar o cage, atacarei o tempo todo. Vou para nocautear ou finalizar o meu adversário. Acredito que o Caldwell é frouxo, pelo o que já vi ele lutando, dá as costas, tem medo de soco, ele é um cara estranho. É bom de Wrestling, mas sei que ele é frouxo. Sei que ele vai me dar o pescoço, braço ou o queixinho dele, vou quebrar as costelas dele… Vou com tudo. Na próxima luta tenho muita coisa guardada aqui, tenho que soltar isso”, afirmou o representante da equipe Nova União.

Confira a entrevista com Dudu Dantas abaixo:

– Caso fosse derrotado para Leandro Higo

Mesmo não valendo o cinturão, se eu perdesse, muitas pessoas iriam falar: ‘Nossa, o Dudu perdeu para um estreante e blá blá blá’, daí o trabalho todo que você vem construindo é jogado por água abaixo. Isso já aconteceu comigo uma vez e não vou deixar que ocorra novamente. Por mais que eu possa ter feito uma luta que não foi empolgante, fiz uma luta que foi inteligente. Uma luta burocrática, dominei ele. Na cabeça dele, ele achou que ganhou, mas cada um tem sua opinião.

 – Fato de Higo não ter batido o peso

Não me prejudicou em nada, financeiramente em nada. Ele que acabou se prejudicando, mas me desanima, porque eu perco mais uma defesa de cinturão. Passa a ser uma luta normal, então perde aquele glamour, aquele tesão de lutar, no bom sentido. Fiz o meu trabalho, mas lutei desmotivado… Pode ter certeza que lutei 30% do meu potencial. Já estou preparado para a próxima luta, só estou esperando me darem a data certa para enfrentar o Darrion Caldwell.

– Contusão e recuperação após a luta

Não me machuquei em nada, pelo contrário, parecia que não tinha nem lutado quando acabou a luta. Tive que ficar ligado, porque o Leandro Higo é um atleta duro, não é bobo, veio para o tudo ou nada, ele não tinha nada a perder, pois perdeu para a balança e a bolsa, ele não tinha mais nada para perder. Ele veio ali botar pressão, movimentando, mas eu estava sempre um passo à frente em tudo.

$
Dudu Dantas fez uma luta cautelosa contra Leandro Higo (Foto Lucas Noonan / Sherdog.com)

– Animação para lutar sem o cinturão

Sim, todos estavam animados, tinha tudo ali, uma disputa de cinturão, eram cinco rounds, ia lutar em Budapeste, primeira vez na Europa… Mas quando cheguei na hora de bater o peso, deu isso. Eu, como sempre muito profissional, bato o peso um dia antes para não ter problema. Ele veio me pedir desculpas, eu entendo, cada um tem suas dificuldades, mas se não tem como bater o peso, pedia uma luta no peso casado, não falaria que seria pelo cinturão. Mas enfim, isso não é problema meu.

– Decisão dividida dos jurados

As decisões dos juízes são complicadas. Eu, graças a Deus, sempre tento fazer o máximo para não deixar nas mãos dos juízes, mas essa é uma luta que foi inevitável, que eu já antes da luta botei na minha cabeça que não ia me expor em nenhum momento. Já sabia que iria ser uma luta de três rounds, a não ser que ele deixasse um braço ou pescoço para eu atacar. A luta foi tranquila, o via em câmera lenta, enxergava todos os golpes dele sem contundência e bem mais lento do que eu, então pensei em só garantir a luta bem, tranquilo para manter a minha vitória sem problemas.

 – Confirmação do Caldwell como desafiante

Ainda não me confirmaram, não, mas provavelmente será o Caldwell. Não tem outro ali, não. Falaram também sobre o Michael McDonald, mas ele só vai voltar em setembro, de repente no final do ano. Acredito que ele faça uma luta antes, não sei, até porque na categoria eu já lutei com quase todos os desafiantes, só faltou o Caldwell, que só fala e não mostra nada, não faz po*** nenhuma. Tem o Taimanglo também, que eu acredito que merecia mais do que o Caldwell, porém, o Bellator deu uma revanche entre os dois e o Taimanglo perdeu. Mas você vê que ele é um cara limitado, mas não seria uma luta muito boa, seria uma luta tranquila. Lutar com esses caras que não tem tanto nome não vale a pena, luto porque é meu trabalho. Aqui no Brasil é complicado ter alguém te apoiando 100%, então temos que estar lutando o tempo todo, fazer o nosso melhor sempre.

Deixe uma resposta