Coberturas Jiu-Jitsu Mundial 2017

Buchecha e Tayane Porfírio garantem ouro duplo no Mundial de Jiu-Jitsu, e Leandro Lo fica sem título; confira

Após uma maratona de Jiu-Jitsu do mais alto nível técnico, o Mundial da IBJJF, realizado na Pirâmide de Long Beach, na Califórnia (EUA), chegou ao fim neste domingo (4). A edição de 2017 coroou a lenda Marcus Buchecha, que conquistou seu quinto ouro duplo na história. Já Tayane Porfírio sentiu o sabor da glória pela primeira vez, com os títulos na divisão e no absoluto entre as mulheres.

13
Marcus Buchecha e Leandro Lo fizeram um embate disputado no absoluto (Foto FloGrappiling)

Além disso, as finais no adulto faixa-preta desta edição mostraram a força da nova safra da arte suave com conquistas inéditas de Talita Alencar, Ana Carolina Vieira, Luiza Monteiro, Cláudia do Val, Nathiely Jesus, Michael Musumeci e a mais impressionante, de Nicholas Meregali, que superou o casca-grossa e favorito Leandro Lo na decisão da categoria dos pesados. Mais rodado, porém ainda jovem, Erberth Santos também colocou a medalha dourada no peito – pela primeira vez -, assim como os “veteranos” Rubens Charles Cobrinha e Bruno Malfacine, já consagrados na competição.

Buchecha absoluto pela quinta vez e Lo sem medalha

Antes de encarar Lo na final do absoluto, Buchecha entrou em ação na categoria pesadíssimo. A trajetória começou com vitória sobre Igor Tigrão por 13 a 7 nos pontos. Depois, o faixa-preta da Checkmat finalizou João Gabriel Rocha com um estrangulamento Ezequiel e, na decisão, superou Gustavo Dias por 9 a 0 na pontuação para garantir a primeira medalha dourada do dia.

Já na decisão do peso-aberto, a batalha de dez minutos com Lo foi intensa e fechou o Mundial de forma espetacular. Buchecha colocou muita pressão em Leandro, que acabou saindo na frente. Mas, em uma queda, Marcus voltou a empatar em 2 a 2 nos pontos. A definição da medalha dourada saiu na punição sofrida pelo lutador da Ns Brotherhood. Com isso, além de faturar pela quinta vez o absoluto, Buchecha chegou a sua décima medalha de ouro em Mundiais e igualou Roger Gracie.

14
Nicholas Meregali surprendeu Lo e ficou com ouro na divisão dos pesados (Foto FloGrappiling)

Já pelo outro lado, Leandro Lo saiu de mãos abandando do Mundial 2017. O craque perdeu a decisão dos pesados para Nicholas Meregali. O novato da Alliance mostrou coração e muita técnica para superar o paulista por 2 a 0 após uma raspagem e garantiu seu primeiro título mundial na preta.

Tayane Porfírio brilha e conquista ouro duplo inédito

Tayane usou, neste domingo (4), duas finalizações para garantir o ouro duplo. Primeiro, contra Vanla Luukkonen, na final da categoria super-pesado, ela utilizou uma incrível chave de joelho logo no começo do embate. Já pela decisão do absoluto, Porfírio encontrou Nathiely Jesus, que também estava bem preparada. No entanto, entrando na reta final do confronto, a lutadora da Alliance descolou uma chave americana e garantiu a sua primeira dobradinha como faixa-preta em Mundiais.

10
Tayane estreou com grande estilo e ouro duplo sua faixa preta no Mundial (Foto FloGrappiling)

Cobrinha e Malficine seguem fazendo história em Mundiais

Em confronto de dois lutadores experientes, a final dos galos foi marcada por muita estratégia. O empate em 4 a 4 nos pontos prevaleceu, mas Bruno Malfacine levou a melhor nas vantagens sobre Caio Terra (2 a 1) e garantiu seu nono título mundial. Pelo peso-pluma, Michael Musumeci derrotou João Myao nas vantagens por 4 a 2 e se tornou o terceiro americano a ser campeão do mundo. Nos penas, a lenda Charles Cobrinha fez história mais uma vez e conquistou o penta sobre Leo Cascão.

Na divisão dos leves, ainda no começo do embate, Roberto Satoshi lesionou o ombro e não conseguiu seguir no duelo. Desta forma, o ouro ficou com Lucas Lepri, fera da Alliance que chegou ao tetracampeonato. Já nos médios, Gabriel Arges finalizou Marcos Tinoco com um estrangulamento e garantiu o bi pela Gracie Barra. Nos meio-pesados, André Galvão conquistou o tetra na decisão dos árbitros, o que gerou a insatisfação de Patrick Gaudio, que amargou o vice.

18
A fera Erberth Santos chegou ao ouro na divisão dos super-pesados (Foto FloGrappiling)

Por fim, um dos grandes nomes do Jiu-Jitsu atualmente, Erberth Santos dominou o embate contra Bernardo Farias e venceu por 9 a 0 nos pontos, sendo mais um a conquistar seu primeiro título mundial na faixa-preta. A reta final da luta foi marcada por algumas provocações entre os lutadores.

Jiu-Jitsu feminino é premiado com novas campeãs do mundo

Na disputa entre as mulheres, o primeiro ouro saiu para Rikako Yuasa, que finalizou Rayanne Amanda com um estrangulamento e garantiu mais um título mundial no peso-mosca. Na sequência, na decisão do peso-pluma, o ginásio em Long Beach foi ao delírio com a luta entre Talita Alencar e a experiente Gezary Matuda. A pupila de Theodoro Canal abriu vantagem em 2 a 0, mas a pontuação foi revista pela arbitragem e anulada. No entanto, a lutadora voltou a pontuar diante da multicampeã da ATT e levou a medalha pela primeira vez. Já na decisão dos penas, duas lutadoras da Gracie Humaitá fecharam e o título ficou com Emilie Maxine sobre Ana Carolina Schmitt.

15
Ana Carolina Vieira, irmã de Rodolfo, brilhou no Mundial deste ano (Foto FloGrappiling)

Pela categoria dos leves, a arbitragem interrompeu a luta após um cruzamento de joelho ilegal por parte de Bia Mesquita e a medalha dourada ficou com Luiza Monteiro. Já nos médios, Ana Carolina Veira, irmã de Rodolfo Vieira, conquistou o primeiro título Mundial ao derrotar Monique Elias por 12 a 0 nos pontos e mostrou emoção em comemoração com seu mestre Julio Cesar, da GFTeam.

Outras duas categorias também criaram novas campeãs mundiais. No meio-pesado, Nathiely Jesus finalizou a experiente Andresa Correa com um estrangulamento. Depois, no pesado, Cláudia do Val levou a melhor sobre a guerreira Talita Treta nas vantagens, onde somou 4 a 0 (2 a 2 nos pontos).

Confira os resultados no adulto faixa-preta:

Faixa-preta feminino
Peso-galo: Rikako Yuasa finalizou Rayanne Amanda com um estrangulamento
Peso-pluma: Talita Alencar derrotou Gezary Matuda por 2 a 0 nos pontos
Peso-pena: Emilie Maxine ficou com o ouro após fechar com Ana Carolina Schmitt
Peso-leve: Luiza Monteiro ficou com o ouro após Bia Mesquita cruzar joelho de forma ilegal
Peso-médio: Ana Carolina Veira derrotou Monique Elias por 12 a 0 nos pontos
Peso-meio-pesado: Nathiely Jesus finalizou Andresa Correa com um estrangulamento
Peso-pesado: Cláudia do Val derrotou Talita Treta por 4 a 0 nas vantagens
Peso-super-pesado: Tayane Porfírio finalizou Vanla Luukkonen com uma chave de joelho
Absoluto: Tayane Porfírio finalizou Nathiely Jesus com uma americana

Faixa-preta masculino
Peso-galo: Bruno Malfacine derrotou Caio Terra por 2 a 1 nas vantagens
Peso-pluma: Michael Musumeci derrotou João Myao por 4 a 2 nas vantagens
Peso-pena: Charles Cobrinha derrotou Leo Cascão por 1 a 0 na vantagem
Peso-leve: Lucas Lepri ficou com o ouro após Roberto Satoshi machucar o ombro
Peso-médio: Gabriel Arges finalizou Marcos Tinoco com um estrangulamento
Peso-meio-pesado: André Galvão derrotou Patrick Gaudio na decisão dos árbitros
Peso-pesado: Nicholas Meregali derrotou Leandro Lo por 2 a 0 nos pontos
Peso-super-pesado: Erberth Santos derrotou Bernardo Farias por 9 a 0 nos pontos
Peso-pesadíssimo: Marcus Buchecha derrotou por Gustavo Dias por 9 a 0 nos pontos
Absoluto: Marcus Buchecha derrotou Leandro Lo por uma punição (2 a 2 nos pontos)

Deixe uma resposta