Moraes comenta a revanche com Akhmetov pelo cinturão peso-mosca do One Championship

    Adriano Moraes vai em busca do cinturão linear peso-mosca do One Championship (Foto One FC)
    Adriano Moraes vai em busca do cinturão linear peso-mosca do One Championship (Foto One FC)

    A espera acabou. Adriano “Mikinho” Moraes vai encarar Kairat Akhmetov pela disputa de cinturão linear da divisão dos moscas, na luta principal do ONE Championship: Conquest of Kings, agendado para 29 de julho, em East Java, na Indonésia.

    Adriano, que é campeão interino dos moscas, enfrenta Kairat pela segunda vez na organização. No primeiro duelo, em novembro de 2015, Mikinho perdeu na decisão dividida dos juízes e o resultado foi bastante contestado.

    O brasileiro, dono de 15 vitórias – sendo 8 por finalização – e duas derrotas no cartel, analisou seu atual momento e destrinchou o combate contra Kairat.

    Adriano Moraes vai em busca do cinturão linear peso-mosca do One Championship (Foto One FC)
    Adriano Moraes vai em busca do cinturão linear peso-mosca do One Championship (Foto One FC)

    “Estou muito contente com mais essa oportunidade. A revanche demorou, mas tudo tem sem tempo, né? É mais uma oportunidade de mostrar meu trabalho e representar o Brasil em um dos eventos mais competitivos do mundo. Na minha cabeça, só passam coisas boas. Amadureci muito de uns tempos para cá e acredito muito na minha evolução. Nossa primeira luta foi dura e muito controversa também. Apesar de eles terem dado a vitória para o Kairat, acredito que eu tenha vencido. Enfim, foi uma derrota e eu aprendi muito com ela. Como o mundo gira, estamos aí de novo e quando fechar a jaula, ele vai ver outro Adriano Moraes. Com certeza, os fãs vão ver um Mikinho feliz e contente, fazendo o que ama, que é dar um show de artes mistas com muita categoria e profissionalismo. Estou mais maduro e ofensivo, com muita vontade de vencer”, contou o aluno de Ataíde Junior.

    Apesar de não lutar desde agosto do ano passado, Adriano não desgrudou do quimono e aproveitou para manter os treinos de MMA intensos até ser convocado pelo One Championship novamente.

    “Graças a Deus, não me lesionei e me mantive ativo esse tempo todo. Competi alguns torneios de Jiu-Jitsu e até fiz uma luta de Boxe aqui, na América (risos). Sempre procuro a evolução, esse é nosso esporte. Meu treinamento vem sendo montado aqui na American Top Team, mas sempre com uns toques especiais da minha galera da Constrictor, de Brasília. Estou treinando bastante Wrestling com Steve Mocco, Muay Thai com Katel Kubis e Boxe com Kelson Pinto. Claro, também estou afiando sempre o Jiu-Jitsu com os sinistros daqui, alguns parceiros de peso como, por exemplo, Pedro Munhoz, Kyoji Horigushi, Gleidson de Jesus, Thiago Moises e Rodolfo Vieira. Acredito que vou chegar muito bem para essa luta”, disse Moraes.

    Faixa-preta de Jiu-Jitsu, Adriano falou dos benefícios que a arte suave agrega para o MMA e dos próximos objetivos.

    “Aqui, na ATT, coloco o quimono quase todos os dias. Uso o quimono para dar aula para a molecada e rolar e aprender com a galera. Com certeza, o Jiu-Jitsu e o quimono deixam nosso gás sempre em alta e nos obriga a sempre estar evoluindo mentalmente. A filosofia do Jiu-Jitsu é o que me move diante das grandes batalhas do MMA”, encerrou.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome