UFC planeja retorno de GSP em novembro, contra vencedor de Woodley x Demian; confira

    Plano do UFC é ter St-Pierre disputando o cinturão em novembro, contra Woodley ou Demian (Foto Getty Images)
    Plano do UFC é ter St-Pierre disputando o cinturão em novembro, contra Woodley ou Demian (Foto Getty Images)

    Na última quarta-feira (28), o Ultimate anunciou que o atual campeão meio-médio da organização, Tyron Woodley, vai defender seu título contra o brasileiro Demian Maia, no UFC 214, que será realizado em Anaheim, nos Estados Unidos, no dia 29 de julho. O anúncio do confronto, de certa forma, surpreendeu os fãs de MMA, já que o evento em questão já conta com outras duas disputas de título agendadas: Cris Cyborg x Tony Evinger, pelo título peso-pena feminino, e Daniel Cormier x Jon Jones, pelo cinturão meio-pesado. No entanto, o duelo Woodley x Demian foi agendado para o UFC 214 visando um importante retorno de um ex-campeão da categoria.

    Foi o que Dana White, presidente do UFC, deixou claro. Em entrevista ao site americano MMA Junkie, o mandatário afirmou que a intenção de ter marcado Tyron Woodley x Demian Maia para o dia 29 de julho, dando apenas um mês de preparação para os dois atletas, é por conta do plano da organização de que o vencedor do confronto defenda o cinturão no dia 4 de novembro, pelo UFC 217, em Nova York, contra Georges St-Pierre.

    Plano do UFC é ter St-Pierre disputando o cinturão em novembro, contra Woodley ou Demian (Foto Getty Images)
    Plano é ter GSP disputando o título em novembro, contra Woodley ou Demian (Foto Getty Images)

    “Eu e o Georges (St-Pierre) falamos há alguns dias quando ele estava em Las Vegas e ele disse que quer lutar. Nós vamos resolver isso. Estamos falando sobre Tyron Woodley e Demian Maia. Esses dois vão lutar logo e isso vai liberar o campeão peso-meio-médio para o retorno do Georges St-Pierre, para que ele tente retomar seu cinturão”, explicou Dana.

    Vale ressaltar que GSP anunciou que voltaria a lutar este ano. Inicialmente, o canadense, que não luta profissionalmente desde 2013, teve confronto marcado contra Michael Bisping, atual campeão peso-médio do UFC, pelo título da categoria. No entanto, o combate foi cancelado após o inglês ter afirmado que ainda estava se recuperando de lesão e, posteriormente, St-Pierre ter afirmado que precisaria de mais tempo para retornar ao octógono. Com isso, o Ultimate marcou a luta entre Yoel Romero e Robert Whittaker pelo cinturão interino da divisão, no dia 8 de julho, pelo UFC 213, onde o vencedor terá a oportunidade de unificar o título contra Bisping.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome