WGP Curitiba: Paulo Tebar fatura título e anfitriões se destacam nas lutas bônus; veja

    Paulo Tebar conquistou o segundo cinturão do WGP em duas categorias distintas (Foto: David Leite)
    Paulo Tebar conquistou o segundo cinturão do WGP em duas categorias distintas (Foto: David Leite)

    A estreia do WGP Kickboxing em um dos maiores berços da trocação no país não poderia ser melhor. No último sábado (1º), a cidade de Curitiba recebeu a 38ª edição do evento e os combates fizeram jus às expectativas. No ginásio do Círculo Militar, Paulo Tebar foi o grande vencedor da noite ao conquistar o título dos super-leves (até 64,5kg) em cima de Guilherme Sanchos por decisão unânime. Ele se tornou o segundo atleta a faturar dois cinturões em duas categorias distintas do evento. Estrelas do Glory, os curitibanos Ariel Machado e Jhonata Diniz fizeram a festa do público presente ao superarem, por nocaute, o argentino Lucas Alsina e o paraguaio Carlos Meza, respectivamente, nas duas lutas bônus que ocorreram após a luta principal. Jordan Kranio foi outro destaque da noite ao faturar o Challenger GP dos super-leves com dois nocautes avassaladores e garantir o posto de novo desafiante ao cinturão da categoria. A próxima edição do WGP acontece no dia 22 de julho, em Vitória, no Espírito Santo.

    Paulo Tebar vence Guilherme Sanchos e conquista novo cinturão do WGP

    O título dos super-leves estava em jogo no duelo entre o ex-campeão dos leves Paulo Tebar e o gaúcho Guilherme Sanchos. Depois de um início mais estudado, Sanchos tentou tomar as rédeas do combate, mas Tebar equilibrou o duelo conectando potentes chutes na linha de cintura do gaúcho. A segunda metade do combate permaneceu disputada, com o gaúcho partindo para cima e buscando o clinche a todo momento, enquanto Tebar respondia com chutes baixos e bons diretos.

    Paulo Tebar conquistou o segundo cinturão do WGP em duas categorias distintas (Foto: David Leite)
    Paulo Tebar conquistou o segundo cinturão do WGP em duas categorias distintas (Foto: David Leite)

    No final, o resultado poderia ir para qualquer um dos dois lados, mas na visão dos juízes acabou prevalecendo a maior contundência de Paulo Tebar, que conectou golpes mais efetivos durante todo o duelo e levou a melhor por decisão unânime. Aos 26 anos, o paulistano é o novo campeão dos super-leves e se tornou o segundo atleta a conquistar dois cinturões do WGP em duas categorias distintas ao lado de Guto Inocente.

    “Tenho muita confiança no trabalho que eu vinha fazendo, independente de qualquer coisa só torço pra fazer meu melhor e hoje consegui superar mais um desafio me tornando campeão do WGP de novo. O Guilherme é um excelente atleta, muito gente boa, super respeitoso desde nosso primeiro contato e vendeu muito caro essa derrota. Foi uma luta muito disputada e só tenho que parabenizar ele por tirar o meu melhor dentro do ringue”, disse Tebar.

    Ariel Machado e Jhonata Diniz fazem festa da torcida com nocautes

    Na luta bônus que fechou o card do WGP Curitiba, o anfitrião Ariel Machado contou com muito apoio das arquibancadas para o duelo com o argentino Lucas Alsina pela categoria dos pesados (até 94kg). Voltando a atuar no WGP, Machado não deixou a desejar e dominou o combate do início ao fim. Com golpes precisos e muita variedade ele castigou Alsina durante os três rounds, e mesmo o argentino mostrando muito coração, ele não resistiu a uma incrível sequência nos segundos finais que decretaram a vitória de Ariel por nocaute. O curitibano, que deve ser o próximo desafiante ao cinturão do Glory, maior evento de kickboxing do mundo, festejou muito a vitória em casa e agradeceu o apoio da torcida após o árbitro central decretar o fim de luta.

    Ariel Machado dominou o duelo com Lucas Alsina e venceu por nocaute (Foto: David Leite)
    Ariel Machado dominou o confronto contra Lucas Alsina e venceu por nocaute (Foto: David Leite)

    Pelos super-pesados (+94kg) Jhonata Diniz e Carlos Meza prometiam um duelo muito franco. Cerca de 10 quilos mais pesado que o oponente, Diniz imprimiu um ritmo forte desde o início e a promessa paraguaia sucumbiu aos potentes golpes aplicados pelo curitibano, que decretaram o nocaute técnico ainda no round inicial após uma sequência avassaladora de golpes. Também integrante do Glory, Jhonata Diniz fez sua estreia no WGP e voltou a lutar em casa depois de muito tempo. Ele foi muito reverenciado pelo público ao final do duelo.

    Jordan Kranio vence GP de forma avassaladora e superlutas agitam público

    O Challenger GP dos super-leves definiu o novo desafiante de Paulo Tebar ao título da categoria. Outro anfitrião da noite, Jordan Kranio atropelou Samuel Pereira no round inicial na primeira semifinal e encarou na grande final o conterrâneo Inglesson de Lara, que superou Vinicius Bereta por decisão unânime na outra chave. E os dois atletas da casa pareciam que fariam um duelo equilibrado, mas Jordan Kranio mostrou o porquê deve ser o próximo desafiante ao título. Com outra atuação avassaladora, ele não deu chances para de Lara e depois de dois knockdowns com apenas um minuto de duelo sagrou-se vencedor do GP com um novo nocaute. As atuações de Kranio foram tão impressionantes que os dois combates somados não completaram nem os três minutos de um round do WGP.

    Atleta mais experiente do evento e muito festejado pela torcida, o veterano Rafael Teixeira protagonizou outro combate Brasil vs Argentina diante de Sebastian Martino. E apesar de um início superior do brasileiro, Martino foi melhorando aos longo dos rounds e frustrou a torcida ao sagrar-se vencedor por unanimidade. Outro atleta da casa, Fabrício Zacarias fez um embate muito equilibrado com o chileno Daniel Choque. E a luta só foi decidida no round final com Choque superior na parte física e triunfando por decisão dividida. Apesar de visitante, o chileno saiu muito aplaudido pelo público presente.

    Petros Cabelinho e o argentino Sebastian Suarez fizeram o primeiro duelo internacional da noite. Aos final do três rounds melhor para o brasileiro que aproveitou-se da diferença de 13 cm de envergadura para controlar a luta e levar a melhor por unanimidade. Na luta que abriu o card preliminar, Anderson Buzika fez sua estreia na categoria dos meio-médios e mostrou que veio para brigar pelo título ao castigar Vitor Formigão durante os dois primeiros rounds e vencer na decisão unânime.

    WGP Curitiba – Resultados oficiais

    Ariel Machado derrotou Lucas Alsina por nocaute no 3R
    Jhonata Diniz derrotou Carlos ‘Cliford’ Meza por nocaute no 1R
    Paulo Tebar derrotou Guilherme Sanchos por decisão unânime dos jurados
    Jordan Kranio derrotou Inglesson de Lara por nocaute no 1R
    Sebastian Martino derrotou Rafael Teixeira por decisão unânime dos jurados
    Daniel ‘Choque’ derrotou Fabricio Zacarias por decisão dividida dos jurados
    Inglesson de Lara derrotou Vinicius Bereta por decisão unânime dos jurados
    Jordan Kranio derrotou Samuel Pereira por nocaute no 1R
    Petros ‘Cabelinho’ Freitas derrotou Sebastian Juarez por decisão unânime
    Anderson ‘Buzika’ derrotou Vitor ‘Formigão’ por decisão unânime dos jurados

    COMPARTILHAR

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome