MMA

Desert Force consolida MMA no Oriente Médio e terá grande rede de academias; saiba mais

Por: Yago Rédua

Uma das modalidades esportivas que vem crescendo cada vez mais nos últimos anos, o MMA vai ganhando força pelo mundo. O Desert Force realizou o seu primeiro evento em 2010 e, desde então, vem se aprimorando e tornando o esporte cada vez mais profissional. O mais importante é que a organização vem cumprindo o seu real objetivo: ajudar na formação de lutadores no Oriente Médio. Em entrevista à TATAME, Zaid Mirza, CEO da franquia, contou os planos para a próxima temporada.

45
Desert Force é um fenômeno no Oriente Médio com eventos bem organizados e bons confrontos ao público (Foto: Divulgação)

“Então, a diretoria do Desert Force está fechando o calendário para o ano de 2018. Teremos 12 eventos por ano. Será um evento por mês, todos televisionados e poderão ser assistidos pelo mundo inteiro. Também vamos ter duas edições do Reality Show “Desert Force Academia”, que é um programa para lutadores amadores morando em uma casa e sobrevivendo juntos”, revelou o fundador do Desert Force Championship.

Além disso, o fundador da organização comentou sobre o crescimento do Desert Force na região do Oriente Médio, sobre a expansão com a criação de uma rede de academias, a oportunidade para lutadores brasileiros, a popularização do MMA e os principais responsáveis por fazerem a modalidade crescer.

Confira abaixo a entrevista com Zaid Mirza, CEO do Desert Force:
– Crescimento do Desert Force e novos planos
O Desert Force está crescendo muito. Hoje em dia, é o maior evento do Oriente Médio e África do Norte. Esse ano ainda iremos inaugurar a rede de franquia de academias de luta, a Desert Force Training Center. O Desert Force tem como promessa moldar as gerações que vem através do MMA e dos esportes em geral. Já assinamos para abrir mais de 150 academias pelo Oriente Médio. Vamos contratar por volta de 300-450 professores de Jiu-Jitsu, Muay Thai, Kickbonxing, MMA, entre outros. Vamos recrutar professores e professoras qualificados do Brasil, com certeza. Mas vão ter que precisar falar, inglês pelo menos. Quem tiver interesse, pode mandar o currículo para o seguinte email: info@desertforcemma.com

– Expansão do Desert Force nos próximos anos
O Desert Force foi estabelecido para criar atletas profissionais árabes. Nosso contrato com a MBC Group está chegando ao fim e estamos acertando contratos com outras redes gigantes da televisão. Vamos também ter mais eventos por ano e abriremos para lutadores de todas as nacionalidades. Estamos trabalhando bastante com federações internacionais de MMA e a federação árabe de MMA para poder criar federações em todos os países.

– Crescimento dos atletas e nível maior nas edições
Os eventos só crescem. O Desert Force foi responsável por introduzir o MMA em muitos países Árabes, como a Arábia Saudita, Egito, Líbano, Jordânia, entre outros. Temos em torno de 5 mil pessoas por evento e mais de 30 milhões de telespectadores pela TV. As lutas e a qualidade melhoraram bastante nos últimos seis anos. Hoje, tem lutador árabe batendo de frente com os lutadores internacionais. O ritmo vem acelerando bastante.

46
Modelo de como será a rede de academias do Desert Force, um dos principais projetos da organização (Foto: Divulgação)

– O Desert Force e chance para lutadores brasileiros
Com certeza, o cage do Desert Force sempre estará aberto para lutadores brasileiros. Já tivemos muitos lutadores passando por aqui.

– Popularidade do MMA no Oriente Médio com os fãs
Tenho certeza que o MMA atualmente está entre os três maiores esportes do Oriente Médio. Por exemplo, o nosso Desert Force no Facebook tem mais de 1.7 milhões de seguidores. Um dos maiores grupos de esportes do mundo árabe.

– Os principais incentivadores para o desenvolvimento do MMA
O Rei Abdullah Alhussein, da Jordânia, é um grande incentivador do MMA e Jiu-Jitsu. Hoje, o seu sobrinho, o Principe Hussein Mirza, é o Presidente da Federação Árabe de MMA. Nos Emirados Árabes, os Sheiks têm um grande interesse pelo esporte também e apoiam bastante. A família Real da Arábia Saudita também está entrando na onda dos demais países pela paixão pelo MMA e o Jiu-Jitsu. Tem uma grande estrutura de academias lá, como a Arena MMA e a Fitness Time. Tem o pessoal do Líbano da “Phoenix Championship”, que vem fazendo um belo trabalho de MMA e Muay Thai. Os Sheiks de Bahrein também vêm investindo bastante no cenário mundial de MMA. Entre as empresas comerciais que vem incentivando e apoiando o desenvolvimento do MMA e os atletas são: Ford, Hardees, Al-Habtoor Motors, Zain Telecom, Manaseer Group e a Buffalo Wings & Rings.

Deixe uma resposta