Shevchenko evita criticar a Amanda, mas frisa: ‘Nosso corpo precisa de tempo para se recuperar’

    Valentia Shevchenko deu sua opinião sobre o caso da brasileira (Foto: Getty Images)

    Quando Amanda Nunes, campeã dos galos, não se sentiu bem e precisou sair do card do UFC 213, há poucas horas dos eventos, no último sábado (8), Valentina Shevchenko, desafiante da brasileira, foi, sem dúvida, a pessoa que mais sentiu o baque. Observadora, a lutadora do Quirguistão comentou nos bastidores da T-Mobile Arena, palco da edição do Ultimate, que viu a “Leoa” mais forte do que o normal durante o treino aberto e formulou a sua teoria.

    98
    Valentia Shevchenko deu sua opinião sobre o caso da brasileira (Foto: Getty Images)

    “No treino aberto, ela estava parecendo muito maior para a divisão dos galos. Acho que ela tem, não sei, talvez 9,1kg a mais, e ela parecia estar bem perto desse peso. Pensei, “OK, você sabe o que está fazendo”. Mas também entendi o que ela queria fazer, ela queria cortar muito peso em pouco tempo e recuperar o máximo que pudesse, para ter vantagem no peso na hora da luta. Mas não funciona assim, nosso corpo precisa de tempo para se recuperar. Esta é a razão pela qual ela foi hospitalizada”, apontou Shevchenko, que evitou qualquer tipo de declaração que a campeã dos galos tivesse “amarelado”.

    “Quando você recebe essa autorização de que pode lutar, mas você já não quer lutar… Não sei, você teve três meses para se preparar, pensa, “Tenho que lutar, tenho que botar tudo na luta”, e este é um evento enorme, você não pode simplesmente dizer, “Oh não, não quero lutar hoje”. Todo mundo vê tudo. Não tenho que falar nada, todo mundo está vendo. Se você faz esse tipo de coisa, você tem que ser responsável pelo que as pessoas vão pensar a seu respeito. Espero que ela saiba o que está fazendo. Sei exatamente por que ela está fazendo isso, e todo mundo sabe. Quem sabe (se ela está com medo)? Esta é a resposta por não estarmos lutando hoje. Por que aconteceu? Não sei. Se você está em condições, está totalmente saudável, vá lutar. Não sei”, comentou.

    Quando Joanna Jedrzejczyk, campeã dos palhas, se ofereceu para lutar no lugar da “Leoa”, Valentina disse que torceu para o acerto. No entanto, as normas da Comissão Atlética de Nevada exigem o teste de gravidez das lutadoras, que demora mais de 24 horas para sair. Além disso, Shevchenko revelou que deve lutar com Amanda no UFC 215, em setembro.

    “Quando ela escreveu, eu concordei na mesma hora. Pensei que seria ótimo, porque eu enfrentaria a Nunes, agora enfrentaria Joanna, por que não? Joanna disse que estava pronta. Eu já disse, eu e Joanna tivemos nossa era no muay thai e escreveremos nossa história no MMA; por que não começar hoje, no UFC 213? Se não fosse isso, talvez estivéssemos no evento principal […]. Ela (Amanda) tem que lutar, ela tem que defender seu cinturão. Sobre o resto, não me importo com o que vai acontecer com ela, me importo mais com meus objetivos. Eu vou ser campeã, e não me importa, pode ser com ela ou contra qualquer adversária. Ouvi algo a respeito (de a luta ser remanejada para o UFC 215, em setembro, no Canadá), mas estou pronta para qualquer data. Vou estar na minha melhor forma de novo”, encerrou Shevchenko.

     

    1 COMENTÁRIO

    1. Alguns atletas usam essa estratégia de perder. Peso nos ultimos dias .barao mesmo ja fez isso e se deu mau.nao conseguiria bater o peso e deu esse miguè de sinuzite

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome