MMA UFC

Wanderlei critica resultado de luta entre Overeem e Werdum: ‘Um dos maiores roubos do esporte’

O confronto entre Alistair Overeem e Fabrício Werdum, no último sábado (8), pelo UFC 213, realizado em Las Vegas, nos Estados Unidos, terminou de maneira polêmica. O holandês saiu vencedor por decisão majoritária dos jurados, o que gerou reclamação de Werdum nas redes sociais e também o questionamento de alguns fãs e especialistas do esporte. Alguns lutadores também debateram sobre o combate, sendo um deles o ex-Ultimate Wanderlei Silva.

Overeem saiu vencedor contra Fabrício Werdum na decisão majoritária dos árbitros (Foto: Getty Images)
Overeem saiu vencedor contra Werdum na decisão majoritária dos árbitros (Foto: Getty Images)

Através de suas redes sociais, o “Cachorro Louco” mostrou grande insatisfação com o resultado da luta, afirmando que foi um dos “maiores roubos da história do esporte”. Além disso, Wanderlei prestou solidariedade a Werdum.

“Então, vamos aos números da luta. Esse foi um dos maiores roubos da história do nosso esporte. Fique tranquilo, Werdum, todos viram o que aconteceu. Eu sei muito bem que tem muito jogo de interesses e egos envolvidos no nosso “esporte”, mas você se apresentou como um leão. Que joelhada linda, o melhor momento da luta foi seu. O Overeem só recuava, você atacou mais e melhor, eu não sei que luta os juízes viram. O Brasil se orgulha muito de você, mais do que nunca. Não vamos te deixar sozinho nesse momento de tamanha injustiça (mais uma vez) contra o lutador brasileiro”, disse Wanderlei Silva.

Confira a postagem do “Cachorro Louco”:

8 comentários

  1. A luta é decidida round a round, de modo que ganhar somente o terceiro round, ainda que de forma avassaladora, no atual sistema de contagem de pontos, não garante a vitória.

  2. Werdum ñ nocauteo pq ñ quis, preferiu deixar nas maos dos arbitros e isso, corretissimo, perdeu 2 roud e venveu 1. O maximo que podia acontecer é um empate…..

    1. Concordo que empate seria mais justo, pois a nova ordem é que os juízes utilizem mais a pontuação 8 quando houver golpes mais significativos(knock down por exemplo)… sendo assim no meu entender poderia ficar no empate… Mas a questão de optar por ir pro chão acredito não ter sido escolha e sim falta de gás…

  3. Única coisa que discordo do Wanderlei é que ele chama o MMA de esporte. Se fosse esporte o Jacaré teria disputado o cinturão, mas UFC não é esporte, é comércio e os lutadores não são atletas e sim vendedores. Quem vende mais pay per view é promovido, tem privilégios e ganha mais grana. Eu acompanho, as lutas, mas não considero como esporte.

Deixe uma resposta