Bellator MMA UFC

Agora no Bellator, Mousasi dispara contra acordo entre UFC e Reebok: ‘Nem bons shorts ou calças eles produzem’

Após anunciar a saída do UFC e o acordo com o Bellator, Gegard Mousasi deixou o mundo do MMA de ponta a cabeça. “The Dreamcatcher” citou alguns pontos que pesaram contra o Ultimate em seu processo de escolha, um deles foi o acordo com a Reebok. Segundo o lutador, em entrevista ao “The MMA Hour”, isso impede que os atletas tenham outros ganhos e disparou contra a qualidade do material fornecido pela empresa norte-americana.

7
Mousasi disparou contra a Rebook, fornecedora de materiais do UFC (Foto: Getty Images)

“A Reebok é péssima para o UFC, nem bons shorts ou calças eles produzem. Eu não sei se os novos proprietários (WME-IMG) entendem o que estão fazendo. Isso não é entretenimento, é diferente de entretenimento. Isso é MMA”, comentou Mousasi.

O peso-médio evitou entrar em conflitos com o Ultimate e declarou que a organização sempre o tratou bem. No entanto, disse que a “furada de fila” de Robert Whittaker para disputar o cinturão interino da categoria contra Yoel Romero, no último sábado (8), o incomodou e ajudou a tomar a decisão de mudar de ares.

“Eu pensei que estava à frente dele (Whittaker). Essa é a minha visão. Respeito muito o Whittaker, ele é um cara bacana e parabéns por ganhar o título (interino). Mas acredito que se eles tivessem vindo e dissessem: “Você está lutando pelo cinturão interino”, as coisas teriam ficado mais interessantes”, finalizou.

5 comentários

  1. Mousasi está coberto de razão. Os critérios do UFC em relação ao ranking são totalmente distorcidos, sobe quem o careca quer e não por mérito próprio. Taí o Jacaré, sempre ignorado e sem oportunidade de mostrar o seu valor….

Deixe uma resposta