Boxe Notícias do Sul

Presidente da Federação de Boxe de Santa Catarina aponta: ‘É o estado que o Boxe mais cresce’

Por: QST Sports

Com muitos eventos de MMA, Jiu-Jitsu e Muay Thai, o Boxe foi ficando de lado nos últimos anos, mas essa história tem mudado com planejamento e organização. No estado de Santa Catarina, a FECABOXE, Federação Catarinense de Boxe, que atualmente é comandada por Emerson Delagnoli, vem realizando um trabalho a longo prazo e tem começado a colher frutos.

23
Emerson, presidente da FECABOXE, ao lado da fera Popó (Foto: Reprodução)

“Nós temos como os principais objetivos fortalecer o máximo o esporte aqui no estado (de Santa Catarina) como já vem acontecendo de uns anos para cá. Tivemos um aumento no número de medalhas em campeonatos nacionais a partir de 2012 em mais de 500% comparado aos anos anteriores. Muito disso se deve a capacitação técnica que foi dada aos treinadores a partir de 2008, onde começou os cursos de formação de instrutores. Nos últimos anos, a federação tem feito muitos cursos de formação e formou muitos instrutores em todo estado. Agora, vamos focar em auxiliar estes instrutores na evolução com seminários, treinamentos e pesquisas. Temos como prioridade, ainda neste ano, uma sede permanente da seleção estadual, onde terá alojamentos para os atletas e poderemos nos reunir mensalmente para treinamentos, testes e estudo. Este projeto já está em andamento. Outro ponto importante que estamos trabalhando na inclusão do esporte nos jogos abertos do estado, o que faria com que as prefeituras investissem no esporte. Atualmente, apenas Balneário Camboriú tem projeto de Boxe custeado pelo governo Municipal. Acreditamos que se conseguirmos a inclusão do Boxe nos jogos, mais prefeituras invistam como Balneário”, disse Emerson, em entrevista à TATAME.

O presidente ainda destacou que o estado catarinense é, sem dúvida, um dos principais polos do Boxe no país. Em 2017, serão dois torneios, sendo um o Campeonato Catarinense, que vai percorrer oito cidades e terá a grande decisão em Florianópolis. Emerson exaltou o trabalho que vem sendo realizado.

“Com toda a certeza, Santa Catarina é um dos, se não, o estado que o Boxe mais cresce. Uma prova disso é o número de eventos e atletas nos últimos anos. No ano passado, foram mais de 20 eventos realizados no estado todos com número grande de combates. Já neste ano, como tivemos um problema na federação (onde o presidente por problemas particulares acabou se ausentando do cargo), a federação acabou parando por alguns meses, mas, mesmo assim, até agora foram sete eventos realizados no estado, tendo alguns torneios com recorde de inscrição como, por exemplo, o Cinturão de Ouro, que aconteceu em Balneário Camboriú”, apontou o presidente, afirmando que as questões financeiras são um dos principais adversários, até mesmo na busca por novos talentos.

“A principal dificuldade atualmente (para encontrar novos talentos) é o baixo número de projetos sociais com apoio Municipal. Acreditamos que temos que trabalhar muito neste sentido de aproximar os projetos sociais do poder público e este será um foco da nossa gestão. Os principais obstáculos de toda federação é a parte financeira, a busca por recursos e parceiras. Fazer o poder público acreditar e investir no esporte”, encerrou.

Deixe uma resposta