Primeira coletiva da turnê ‘MayMac’ tem polêmica com microfone e ameaça de McGregor

    Floyd Mayweather e Conor McGregor (Foto: Getty Images)

    O encontro no ringue entre Conor McGregor e Floyd Mayweather será apenas no dia 26 de agosto, em Las Vegas (EUA), no entanto, na terça-feira (11), começaram as coletivas de imprensa para a tão aguardada luta de Boxe. Como nas campanhas eleitoras para presidente nos Estados Unidos, os dois protagonistas participaram do primeiro evento oficial de promoção da luta no Staples Center, em Los Angeles. Primeiro a subir ao palco, “Notorius” não perdeu tempo, atacou o adversário e ainda fez uma promessa quanto ao término do embate.

    “Nós conseguimos. Obrigado, essas coletivas são totalmente diferentes. Estou honrado de estar aqui. Ele está ferrado. Sempre disse, eu cresci e me tornei sócio. Só estou aproveitando, tendo bons momentos. Não passa de 4 rounds (essa luta). Não sinto ele, não sinto que ele está nessa luta. Isso não é uma luta justa. Sou abençoado, essa é uma coletiva de imprensa totalmente diferente. Não ligo para o tamanho das luvas. Só estou aproveitando. Não sei muito o que dizer, apenas quero aproveitar esse momento. Meu filho é a maior motivação que posso ter”, disparou o lutador, que prosseguiu e usou Muhammad Ali, um dos maiores lutadores de Boxes do mundo, como referência.

    13
    As listras do terno de McGregor eram compostas pela expressão “Fuc**-***” (Foto: Getty Images)

    “Ninguém fez isso que eu estou fazendo agora. Poucas vezes um lutador de Boxe enfrentou um lutador de MMA. Muhammad Ali enfrentou Antonio Inoki nas regras do Vale Tudo. James Toney tentou, mas não foi muito bem. Floyd tem um problema. Ele não quis vir ao meu lado para lutar, então eu vou ao lado dele”, disse.

    Se McGregor estava inquieto e sempre disposto a provocar, Mayweather era o oposto. Calmo, fechado e mantando uma tranquilidade enquanto seu desafeto falava para o público. Quando chegou o momento de se pronunciar, “Money” agradeceu a todos os envolvidos por fazer a luta acontecer, mas não deixou de falar sobre a diferença econômica entre os dois lutadores.

    “Vou mostrar do que um lutador de verdade é feito. Ainda tenho US$ 100 milhões e eles não tocaram em nada. Imposto de Renda, estou aqui. Ele se veste bem para um cara de sete ou oito dígitos, mas eu sou um lutador de nove dígitos. Esse otário ganhou US$ 3 milhões em sua última luta. Isso é dinheiro de treino para mim. Quero agradecer o MGM, a ShowTime, aos fãs de MMA e a Conor McGregor, sua equipe e Dana White. É preciso trazer dois guerreiros e os dois maiores nomes dos esportes de combate para fazer um evento assim. Mas no dia 26 de agosto, é você que na minha mira. Estamos falando de um campeão mundial há 18 anos. Ele disse que está bonito no seu terno. Mas no dia 26 de agosto estaremos usando a mesma coisa. Quer luvas de 4 onças? Vamos colocar luvas de 4 onças. Eu vou atrás dele, é isso que eu vou fazer. Agora estou velho. Não sou o mesmo de 20, 10, cinco ou dois anos atrás, mas tenho o suficiente para te vencer. Ele é o senhor tapinha. Ele gosta de desistir”, apontou Floyd, que tem um cartel de 49 vitórias e nenhuma derrota no Boxe profissional.

    Microfone desligado?

    Se nas coletivas do Ultimate as provocações são liberadas e os lutadores falam o que quiser, no momento em que desejar, no Boxe a história é bem diferente. O ambiente é bem mais formal do que no MMA. Responsável pela organização da turnê mundial, a Mayweather Promotions desligou o microfone do irlandês, após o campeão dos leves do UFC tentar interromper a fala do americano.

    “Sim, eles desligaram o meu microfone. F***-** eles, F***-** o Showtime. F***-** todo mundo. Eles não vão poder fazer mais nada depois do dia 26 de agosto. Eles podem tentar todos os truques que quiserem até lá. No dia 26 de agosto esse cara vai cair desacordado. Ele é muito pequeno, muito frágil, franzino…o que mais eu posso dizer?”, disparou McGregor.

    Local confirmado!

    Apesar de ter sido anunciado a luta para a T-Mobile Arena, em Las Vegas, há um tempo, ainda existia um impasse. Isso pelo fato da Arena ter sido agendada anteriormente pelo rapper Ice Cube que iria realizar a final do “Big3” (Basquete 3 x 3), com a presença de astros da NBA. O cantor e organizador do evento aceitou mudar para a MGM Grand Garden Arena, segundo informações da Associated Pres (AP). Em um comunicado, Ice comemorou o acerto.

    14
    A T-Mobile Arena foi confirmada oficialmente para o confronto (Foto: Getty Images)

    “Estamos felizes de termos trabalhado juntos para criar uma oportunidade para os fãs vivenciarem os dois eventos, fazendo do dia 26 de agosto o mais importante dia em termos de esportes e entretenimento em Las Vegas que já aconteceu”, apontou.

    Fique de olho!

    Além desta primeira exibição dos lutadores em Los Angeles, a turnê mundial seguirá nesta quinta e ainda passará por outros locais nesta semana:

    12/07 – Toronto, Canadá
    13/07 – Brooklyn, Estados Unidos
    14/07 – Londres, Inglaterra

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome