MMA UFC

Jon Jones derrota Cormier em revanche, e Cyborg salva noite brasileira no UFC 214; confira

Marcado para acontecer neste sábado (29), em Anaheim, Califórnia, nos Estados Unidos, o UFC 214 promete um card estelar para os fãs de MMA. Serão três disputas de cinturão que prometem muita emoção. Na luta principal, pelos meio-pesados, o campeão Daniel Cormier colocará seu cinturão em jogo contra o grande rival e ex-campeão, Jon Jones. No co-main event, o detentor do título dos meio-médios, Tyron Woodley, fará mais uma defesa de título, agora contra o brasileiro Demian Maia. No peso-pena feminino, Cris Cyborg e Tonya Evinger vão medir forças em busca da conquista do cinturão vago da divisão.

O card do UFC 214 ainda contará com outros duelos atrativos, como o confronto entre Robbie Lawler e Donald Cerrone, pelos meio-médios, Jimi Manuwa e Volkan Oezdemir, pela categoria dos meio-pesados, Jason Knight e Ricardo Lamas, pelos penas, e Renan Barão x Aljamain Sterling, que vão se enfrentar em peso casado (até 63,5kg).

Cormier e Jon Jones fazem uma das revanches mais esperadas do mundo do MMA (Foto Getty Images / UFC)

Cormier e Jones escrevem mais um capítulo da rivalidade

Representantes de uma das maiores rivalidades já existentes no MMA, Daniel Cormier e Jon Jones vão escrever mais um capítulo de uma história que começou quando “Bones” ainda tinha o cinturão em sua posse. Agora, “DC” é o campeão linear da categoria, e vive o melhor momento de sua carreira. Dono de um cartel de 19 triunfos e uma derrota, justamente para Jones, Cormier vem de quatro vitórias consecutivas, sendo a última sobre Anthony Johnson, em abril deste ano, pelo UFC 210.

Com um cartel de 22 vitórias e apenas um revés no MMA profissional, Jon Jones não luta desde abril do ano passado, quando derrotou Ovince St-Preux por decisão unânime no UFC 197. Retornando após cumprir suspensão por ser flagrado em um exame antidoping, o ex-campeão dos meio-pesados volta a lutar e, apesar do longo tempo sem entrar no cage, promete uma grande atuação contra seu grande rival.

Após muita espera, Demian finalmente recebeu seu title shot e enfrenta Woodley (Foto Getty Images / UFC)

Woodley defende título contra Demian em ótima fase

Atual campeão meio-médio do Ultimate, Tyron Woodley vem de quatro vitórias e um empate em suas últimas cinco lutas. Vindo de triunfo contra Stephen Thompson em março deste ano, por decisão majoritária, o americano fará sua terceira defesa de cinturão, mas desta vez, terá pela frente um adversário em grande fase e vindo de uma ótima sequência de vitórias, além de uma grande arma a seu favor: o Jiu-Jitsu.

Após muito batalhar por uma chance de disputar o cinturão, Demian Maia, enfim, recebeu a oportunidade. Aos 39 anos, o brasileiro mostra estar na melhor fase de sua carreira, vindo de sete vitórias consecutivas, sendo três delas por finalização. O faixa-preta de Jiu-Jitsu entrou pela última vez em ação em maio deste ano, quando superou Jorge Masvidal por decisão dividida.

Cris Cyborg assume posto de favorita e vai em busca do cinturão do Ultimate (Foto Getty Images / UFC)

Cyborg e Evinger disputam cinturão vago no peso-pena

Embalada por duas vitórias no Ultimate e com um impecável cartel de 17 vitórias e somente uma derrota no MMA profissional, Cris Cyborg, ex-detentora do cinturão do Invicta FC, enfim, terá a oportunidade de ser campeã do maior evento de MMA do mundo, após realizar duas lutas pelo UFC em peso casado. Agora lutando pela divisão peso-pena, sua categoria de origem, a curitibana, tida como a maior lutadora do MMA feminino, é vista como grande favorita para conquistar o título.

A adversária de Cris Cyborg será Tonya Evinger. A veterana, atualmente com 36 anos, também teve passagem pelo Invicta FC e coleciona um cartel de 19 vitórias e cinco derrotas no MMA profissional. A americana, que não perde uma luta há seis anos, tinha duelo marcado pelo Invicta para o dia 15 de julho, mas com a lesão de Megan Anderson, que seria a oponente de Cyborg, foi convocada e fará sua estreia pelo UFC.

CARD COMPLETO:

UFC 214
Sábado, 29 de julho de 2017
Califórnia, nos Estados Unidos

Card Principal

Jon Jones derrotou Daniel Cormier por nocaute técnico no 3R
Tyron Woodley derrotou Demian Maia por decisão unânime dos jurados
Cris Cyborg derrotou Tonya Evinger por nocaute técnico no 3R
Robbie Lawler derrotou Donald Cerrone por decisão unânime dos jurados
Volkan Oezdemir derrotou Jimi Manuwa por nocaute no 1R

Card Preliminar

Ricardo Lamas derrotou Jason Knight por nocaute técnico no 1R
Aljamain Sterling derrotou Renan Barão por decisão unânime dos jurados
Brian Ortega finalizou Renato Moicano com um guilhotina no 3R
Calvin Kattar derrotou Andre Fili por decisão unânime dos jurados
Alexandra Albu derrotou Kailin Curran por decisão unânime dos jurados
Jarred Brooks derrotou Eric Shelton por decisão dividida dos jurados
Drew Dober derrotou Josh Burkman por nocaute no 1R

um comentário

Deixe uma resposta