Com mudanças na preparação, Yahya se vê pronto para encarar Briones e altitude do México

    Rani Yahya terá pela frente o mexicano Henry Briones no UFC Fight Night 114 (Foto: Getty Images)
    Rani Yahya terá pela frente o mexicano Henry Briones no UFC Fight Night 114 (Foto: Getty Images)

    Veterano no UFC, o brasiliense Rani Yahya acumula na carreira boas vitórias sobre Mike Brown, Eddie Wineland e Mark Hominick. Em seu próximo compromisso na organização, o lutador enfrenta o mexicano Enrique Briones fora de casa, no próximo sábado (5). Vindo de derrota para Joe Soto no UFC Fortaleza, Rani resolveu mudar seus treinamentos para se recuperar na categoria.

    “Estava treinando na American Top Team. Os meus treinos foram totalmente coordenados. Tanto a parte de sparring, quanto física e técnica. Me sinto super bem, diferente do que vinha acontecendo, onde todo dia terminava bem dolorido. Acho que estava sempre lutando em um estado de ‘over training’ e não percebia. Mas era culpa minha, eu era meu próprio “headcoach”, e acabava me sabotando”, declarou Rani.

    Resiliente no UFC, o lutador de 32 anos é um dos poucos atletas restantes que migraram do WEC para o Ultimate, e permanecem na organização competindo em alto nível até hoje. Em seu próximo compromisso, outro desafio para Rani será a altitude, já que no México, a elevação é de 2.250 metros acima do nível do mar. Precavido, o lutador tratou de chegar com antecedência na cidade para facilitar o período de adaptação.

    Rani Yahya terá pela frente o mexicano Henry Briones no UFC Fight Night 114 (Foto: Getty Images)
    Rani Yahya terá pela frente o mexicano Henry Briones no UFC Fight Night 114 (Foto: Getty Images)

    “Cheguei na Cidade do México com duas semanas de antecedência e já estou com uma rotina de treinos que visam me ajudar a me adaptar na altitude. Acho que não vai ter problema. Já treinei em alguns lugares com altitude e não senti uma diferença muito grande, nada muito gritante. Acho que vou me sair bem.”

    Com um cartel de 23 vitórias em 32 lutas, Rani Yahya ainda é quatro anos mais novo do que Briones, que demorou para ganhar destaque no MMA internacional. Somando 16 vitórias, seis derrotas e um empate na carreira, o mexicano vem em má fase, já que perdeu seus últimos dois compromissos no UFC. Tendo como principal caraterística a luta em pé, o duelo contra o brasiliense será um confronto de estilos muito interessante de assistir.

    “O Briones gosta muito de jogar o Boxe, é um brigador, confia muito na mão dele, solta muito o jab, além de uppercuts. Ele se sai bem nesse tipo de luta. Contra o Cody Garbrandt, foi o único que não foi nocauteado fora o Dominick, mas é um jogo que favorece bastante para mim. Ele aceita ser colocado pra baixo, o Jiu-Jitsu dele é mais de sobrevivência mesmo, acho que isso é bom para o meu jogo”, finalizou Rani.

    O UFC México será capitaneado pelo confronto entre os pesos-moscas Sergio Pettis e Brandon Moreno. Na “Arena Ciudad de Mexico”, o evento ainda vai contar com Rashad Evans, e grandes promessas da organização no dia 5 de agosto.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome