Tayane comenta críticas nas redes sociais, cita ‘motivação’ e diz: ‘Vou procurar melhorar cada vez mais’

    Tayane Porfírio (Foto: Reprodução)

    Por Diogo Santarém e Yago Rédua

    Atualmente, não tem como falar do Jiu-Jitsu feminino e não citar o nome de Tayane Porfírio. A atleta da Alliance conquistou simplesmente todos os principais campeonatos da IBJJF na temporada 2016/2017, com o chamado Grand Slam: Europeu, Pan-Americano, Brasileiro e Mundial – sempre com o ouro duplo. No entanto, nas redes sociais, a lutadora acaba sendo alvo de ataques de pessoas que dizem que o peso é o diferencial de Tayane. Em entrevista à TATAME, a atual campeã do mundo contou que isso a deixa ainda mais motivada e relevou as críticas recebidas.

    “Motivam (as críticas recebidas pelo peso nas redes sociais). Eu vejo aquilo ali, eu vejo pessoas falando. Se eu não estivesse ali, eles não estariam falando de mim. Meu professor sempre fala, que árvores que não dão frutos, não são apedrejadas. Então, acho que estou dando bastante fruto e estou colhendo bastante. A galera vai tentar me desestabilizar ao máximo com as críticas, mas eles estão fazendo errado e todas as vezes que eles falam, eu estou querendo ser ainda melhor. Vou procurar melhorar cada vez mais, com certeza”, disse a jovem Tayane Porfírio, de 22 anos.

    10
    Tayane Porfírio faturou o ouro duplo nas principais competições em 2017 (Foto FloGrappiling)

    A respeito do Mundial da IBJJF, que aconteceu em junho, na Califórnia (EUA), Tayane comentou sobre os erros de arbitragem e aproveitou para levantar um debate dentro da arte suave.

    “Creio que em algumas lutas tiveram erros, já fui prejudicada por árbitros algumas vezes, só que a realidade é que não podemos discutir e nem bater perna, isso não vai mudar em nada, então acho que deveriam respeitar mais os árbitros, e acho que o Mundial não foi pior que outras competições. Já vi competição onde os árbitros erraram coisas absurdas e depois pediram desculpa, isso que eu acho errado, depois que viu que realmente errou, tem que voltar a luta ou dar a vitória para o verdadeiro campeão”, opinou Tayane, que ainda elogiou a estrutura da IBJJF, mas fez uma ressalva.

    “Sem dúvidas, é o maior evento (de Jiu-Jitsu do mundo). É uma estrutura absurda! A única coisa que achei que foi mal dividido foram os horários das lutas, ficou uma confusão, acho que pessoas que estão perdendo peso deveriam lutar mais cedo, eu vi pessoas perdendo peso e lutando às 18h, de noite. Imagina passar o dia sem poder beber água? Acho que esse foi o único ponto ruim”, encerrou.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome