Em busca de recuperação, Glover projeta chance de lutar no UFC São Paulo e diz: ‘Meter a porrada’

    Glover Teixeira (Foto: Getty Images)

    Em busca de recuperação após a derrota sofrida para Alexander Gustafsson, em maio, na Suécia, Glover Teixeira aceitou de imediato lutar no UFC São Paulo, que será realizado no dia 28 de outubro. Em entrevista ao site do UFC Brasil, o mineiro, que vai encarar Misha Cirkunov pelos meio-pesados, explicou os motivos para aceitar o confronto, demonstrando empolgação para lutar em seu país.

    36
    Glover Teixeira quer retomar o caminho das vitórias contra Cirkunov (Foto Getty Images / UFC)

    “Ele está no Top 10 e eu tenho que voltar às vitórias, vencer o mais rápido possível. Era a oportunidade de lutar no Brasil, então nem questionei nada, só aceitei. Adoro São Paulo. O Brasil é diferente, a gente se sente mais querido. O fã brasileiro é nota 10. É melhor lutar logo, aproveitar a oportunidade de lutar no meu país e meter a porrada”, comentou Glover, afirmando que, mesmo com a vitória, não entrará na rota de cinturão.

    “Essa categoria anda muito rápido. Eu tenho feito lutas boas, mas perdi as que me colocariam na disputa pelo cinturão. Eu preciso de uma luta dessas. Preciso pegar um cara que está no top da categoria e ganhar para chegar ao cinturão de novo, que é meu sonho. Eu acredito nisso e vou continuar acreditando. Vou ganhar dele e não vou ficar na cara do cinturão. Vou ter que fazer uma luta com um Top 5 depois. Preciso de uma luta boa dessas aí”, encerrou.

    Glover registra um cartel de 26 vitórias e apenas seis derrotas. Nas suas últimas quatro lutas, porém, o brasileiro tem um aproveitamento de 50%. Já Cirkunov vinha de uma sequência de quatro triunfos seguidos no UFC, mas acabou sendo derrotado em sua última luta, para Volkan Oezdemir, por nocaute, no primeiro round.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome