Shyudi vibra com vitória no Brave e diz: ‘Quando estou confiante, é difícil alguém aguentar a pressão’; veja

    Shyudi Yamauchi conquistou bela vitória no Brave CF 8 ao finalizar Werlleson Martins (Foto: Brave)
    Shyudi Yamauchi conquistou bela vitória no Brave CF 8 ao finalizar Werlleson Martins (Foto: Brave)

    Shyudi Yamauchi estreou em seu primeiro evento internacional com o pé direito, ou melhor, com a mão esquerda, responsável pelo início do fim da luta – via finalização – contra o atleta Werlleson “Galinho” Martins, no Brave CF 8, realizado no último dia 12 de agosto, em Curitiba, Sul do país.

    Ambos os atletas não hesitaram em partir para a trocação franca, empolgando os presentes no Ginásio do Tarumã. Os jabs do nipo-brasileiro, já contundentes, mediam a distância para uma sequência de cruzados de canhota, que levou a um knockdown seguido de um ground and pound violento, que rasgou o rosto do atleta da Nova União e, posteriormente, a um belíssimo mata-leão, consagrando a 15ª vitória do atleta da Yamauchi Team. Impressionante pensar que tudo isso aconteceu apenas no primeiro round do combate, quando tudo acabou sendo definido.

    Shyudi Yamauchi conquistou bela vitória no Brave CF 8 ao finalizar Werlleson Martins (Foto: Brave)
    Shyudi Yamauchi conquistou bela vitória no Brave CF 8 ao finalizar Werlleson Martins (Foto Brave)

    “Werlleson é um ótimo atleta, vindo de uma sequência incrível de nove vitórias e nunca tinha sido nocauteado ou finalizado. Porém, quando estou confiante como estava, dificilmente alguém na categoria vai conseguir aguentar a pressão”, afirmou Shyudi, com animação e serenidade.

    O peso-galo ainda revelou que lidar com o imprevisto de duas mudanças de adversário foi um pouco complicado, porém, acabou abrilhantando ainda mais sua conquista: “Foram oferecidos dois oponentes, da mesma equipe inclusive, os quais aceitamos imediatamente e sem hesitação. Mas, um deles, por um motivo não muito óbvio para mim, queria que eu lutasse em uma categoria que não luto desde 2013 e não tenho qualquer intenção de voltar a lutar nela. Porém, o evento foi muito justo, me colocou um adversário de nível superior e isso acabou valorizando mais minha vitória”.

    O head coach da Yamauchi Team, Ossamu Yamauchi, lembra que o sobrinho está em constante evolução e será difícil alguém pará-lo, principalmente se continuar com essa mentalidade. “Shyudi começou muito novo, hoje ele está atingindo seu auge físico e uma maturidade emocional que não tinha antes. A performance dele naquele cage foi irretocável e quem acompanha os treinos dele, não esperava menos do que aquilo. Ele está pronto para tudo agora”, contou o treinador.

    E assim como a equipe confia no atleta, a recíproca é verdadeira. Shyudi tem absoluta certeza de que está no lugar certo, com as pessoas certas e o método correto. “A metodologia e filosofia dos Yamauchi é algo que acredito ser inédito no MMA. Somos uma família, de sangue e alma, não enganamos uns aos outros para satisfazer o ego de ninguém, mostramos a realidade e treinamos de forma dura, inteligente e objetiva para conquistarmos nosso espaço dentro da verdade”, explicou ele.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome