FJJD-Rio realiza curso de Técnicas de Ensino no próximo sábado (26); inscrições estão abertas

    Alexandre Paiva ministrando o curso sobre Técnicas de Ensino (Foto: Arquivo Pessoal)

    Por Yago Rédua

    33
    Alexandre Paiva ministrando o curso sobre Técnicas de Ensino (Foto arquivo pessoal)

    No próximo sábado (26), na sede da FJJD-Rio, no Grajaú, Zona Norte do Rio, das 9h às 17h, será realizado um curso de Técnicas de Ensinos, para praticantes de Jiu-Jitsu a partir da faixa roxa indo até os Grandes Mestres. Coordenador do projeto, Alexandre Paiva, faixa-preta 6º grau, conversou com à TATAME e explicou sobre a ideia do curso que é baseado nos ensinamentos das linhagens Gracie, Fadda e Tradicional Japonês.

    “Capacitar os futuros professores, como os monitores (faixas-roxa), os instrutores (faixas-marrom), os professores, atletas e estagiários, para quando alçarem a profissão de professor de Jiu-Jitsu estejam plenamente capacitados, não só no conjunto de técnicas inerentes a arte marcial Jiu-Jitsu, mas também na condução pedagógica de todos esses ensinamentos. É um conteúdo acadêmico e vamos desenvolver tudo isso na prática do Jiu-Jitsu. Vamos culminar também na amplificação da filosofia, que muito se perde no Jiu-Jitsu brasileiro. Vamos transformar tudo que o cara tem de conhecimento na parte tática intra-academia, a um Jiu-Jitsu de nível acadêmico, que de uma forma equilibrada e homogenia, pode ser passada em qualquer lugar que o professor venha a trabalhar”, disse Paiva, afirmando que a ideia do curso é trazer uma forma mais didática para o professor passar as técnicas da arte suave.

    “Sim, principalmente porque as pessoas confundem o atleta, o professor de Jiu-Jitsu, achando que ele tem o conhecimento de lutas e artes marciais. A visão hoje não é mais essa, principalmente pela legislação atual, que pede aos professores uma formação em pedagogia e, também, em educação física. O nosso público-alvo procura professores que tenham condições de não só mostrar a parte técnica do Jiu-Jitsu, mas que saibam também verbalizar, colocar as ideias e práticas de uma forma mais acadêmica. A ideia é transformar esse professor que não tem esse tipo de conhecimento”.

    Para mais informações sobre o curso, clique aqui

    José Aristeu, líder da Arion Team JJ, que já participou do curso e irá marcar presença mais uma vez, explicou a importância para os mestres e professores estarem presente em atividades deste padrão.

    “É a questão da ética do professor dentro da academia, a conduta do professor perante a sociedade, a postura do professor de como ele lidará com os alunos, a transmissão e capacidade de ensino, na forma como ele ensinará os seus alunos. Isso de uma forma pedagógica. Todo o processo básico na forma de passar os ensinamentos desde uma criança até um adulto. Acho muito importante o fundamento básico, como em qualquer outra área esportiva”, comentou Aristeu, revelando que é sempre importante buscar o conhecimento, independente do seu nível dentro do Jiu-Jitsu.

    “Como líder de equipe e mestre, esse curso só vem a somar. Não é porque eu sou um mestre, que eu não tenho que aprender mais, pelo contrário. Cada vez mais os mestres e professores têm que se requalificar, reciclar e serem abertos a novas ideias. Porque isso engrandece cada vez mais o nosso esporte, a nossa arte suave. Na minha visão, isso só fortalece cada vez mais os meus ensinamentos. Para corrigir o meu erro. Apesar de eu ser formado em educação física, busco sempre me aperfeiçoar. É bom para você repensar: no que eu posso melhorar para ajudar aquele aluno que tem dificuldades? Isso é muito importante e está esquecido pelos professores de Jiu-Jitsu”, encerrou.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome