Dana diz que manterá título de Jones ‘por enquanto’ e planejava duelo com Miocic no UFC 218

por: TATAME | @tatameofficial
Publicado em 23/08/2017
Dana diz que manterá título de Jones ‘por enquanto’ e planejava duelo com Miocic no UFC 218

publicidade

Abalado com o novo caso de doping de Jon Jones, Dana White, presidente do Ultimate, conversou com a imprensa nos bastidores do programa “The Contender Series”, em Las Vegas (EUA), e contou que a organização tinha planos ambiciosos para “Bones”. Segundo o “Big Boss”, a ideia era casar uma superluta com campeão dos pesados Stipe Miocic, no UFC 218, em Detroit (EUA), valendo o título.

36

Dana recebeu a imprensa em Vegas, logo após o vazamento da notícia (Foto Getty Images)

“Estávamos falando sobre a possibilidade do Jones lutar nos pesos-pesados (com o Stipe Miocic, no dia 2 de dezembro). É brutal (novo caso de doping). É inacreditável. Tenho certeza de que me sinto da mesma forma que cada um de vocês se sentiu quando ouviu essa notícia. Se isso chegar ao fim e ele pegar dois ou três anos de suspensão, isso pode ser o fim da carreira do Jones. Então como falar do legado dele no MMA? É provavelmente o fim da sua carreira”, desabafou Dana White.

“Bones” foi flagrado em exame antidoping feito um dia antes do UFC 214, realizado no dia 29 de julho, na Califórnia (EUA). Na ocasião, o lutador derrotou Daniel Cormier por nocaute no terceiro round e recuperou o posto de campeão dos meio-pesados. A substância encontrada no exame da USADA foi o turinabol, responsável por aumentar a massa muscular. Apesar da suspensão provisória imposta ao lutador, Dana afirmou que ainda não tomou nenhuma decisão quanto a retirada do título e projetou que Cormier deverá receber o cinturão de volta caso “Bones” seja realmente culpado.

“Não vou dizer nada até que tudo seja feito. Vamos ver onde vamos parar, mas é inacreditável. Eu não (retirei o título do Jones e devolvi para o Cormier). Ele tem que passar pelo processo com a USADA e a Comissão Atlética do Estado da Califórnia, e aí vamos definir. Segundo o que eu acho, Cormier seria o campeão. O único cara para o qual ele perdeu em toda a sua carreira é o Jon Jones, então… Ele era o campeão e será o campeão se o Jones (for considerado culpado)”, apontou.

De acordo com o código da USADA, a punição prevista para o uso de turinabol é de dois anos, caso seja a primeira vez que o atleta tenha caído no antidoping. Se for reincidente, como é a situação de Jones, que recebeu em 2016 um gancho de um ano por uso de bloqueadores de estrogênio, a punição deverá ser maior. Por conta disso, Dana afirmou ser difícil pensar no retorno do lutador em alto nível e comentou sobre a frustração por todo o talento de Jones sendo desperdiçado.

“Jones voltar novamente ao topo (se for realmente culpado e receber um outro gancho) é difícil dizer. Quantos anos ele tem agora? 30? Voltar com 33, 34 anos e tentar novamente… E você olha para o que ele poderia ter sido e feito. É triste. Ele é o melhor de todos os tempos na minha opinião, tinha o potencial para subir para os pesos-pesados, enfrentar pesos-pesados. Se você olhar para o Cormier, ele nunca foi derrotado no peso-pesado. O Jones o derrotou duas vezes. Não estou dizendo que o Jones poderia ser o rei do peso-pesado, mas ele tem o tamanho, a força, tudo para ser o campeão. Quem sabe o que poderia ter sido dele. É apenas mais uma dessas histórias tristes”.

Veja também

publicidade

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade