Shooto Brasil 75: Luan Lacerda dá show de Jiu-Jitsu e finaliza chileno na Upper Arena; resultados

    Luan Lacerda não deu chances ao chileno Gaston Gomez (Foto Natalino Werneck / Werneck Produções)

    O segundo ato do Shooto Brasil na Upper Arena, sua nova casa na Zona Sul do Rio de Janeiro, foi escrito na noite deste domingo, dia 24. A edição 75 coroou os companheiros de Nova União Luan Lacerda e Alcides Nunes nas principais lutas da noite. Enquanto Luan mostrou toda sua habilidade no Jiu-Jitsu para despachar o chileno Gaston Gomez, Alcides Nunes foi empurrado pela galera e venceu Marcio Tulio na decisão unânime dos juízes. O evento contou ainda com outras oito lutas, com destaque para Rafael Palhares e Diego Borges. A próxima edição acontece no dia 20 de outubro, novamente na Upper Arena.

    Luan Lacerda e Gaston Gomez foram os protagonistas do duelo principal do Shooto Brasil 75. Com cartéis muito parecidos e a especialidade no chão, ambos surpreenderam com a luta em pé durante todo primeiro round, com leve vantagem para o brasileiro. No segundo round, a promessa da Nova União fez o que sabe de melhor e, na primeira oportunidade, levou a luta para o chão. A partir daí o destino do chileno parecia traçado. Luan ajeitou a posição e encaixou uma linda guilhotina forçando o adversário a dar os três tapinhas e engatando sua quarta vitória consecutiva no Shooto e o oitavo triunfo na carreira.

    Alcides Nunes vence e levanta a galera; Rafael Palhares é destaque

    Na co-luta principal da noite, Alcides Nunes teve o apoio das arquibancadas no duelo com Marcio Tulio. Natural do Rio de Janeiro, o atleta da Nova União, que tem boa parte da sua carreira construída no Shooto, não decepcionou a torcida. Com um Muay Thai afiado e se aproveitando da sua maior envergadura e de um bom ground and pound, ele controlou a luta para sair vencedor por unanimidade. Já o confronto entre Cleverson Carrilho e David da Silva foi quase todo desenrolado na luta agarrada, exceto boa parte do round final. Com um jogo de grappling superior e uma trocação apurada, Carrilho levou a melhor e venceu por decisão unânime. Outro que saiu com o braço erguido do cage do Shooto Brasil foi o ex-campeão dos palhas Gilberto Dias. Ele bateu Michel Costa por decisão unânime em uma luta que não empolgou o público presente na Upper Arena.

    Nas lutas iniciais, os destaques foram Rafael Palhares e Diego Borges. Enquanto o primeiro deu um show de Muay Thai e massacrou Jean Caveira até finalizar no terceiro round, Diego foi protagonista de uma virada espetacular no duelo com Dewis Espantalho. Após estar perdendo os três rounds e em apuros na luta, Borges conseguiu um lindo nocaute em um contragolpe para sair vencedor. Edilson Jr foi outro muito festejado ao vencer Felipe Melo no primeiro round com um belo nocaute. Hudson Sombra e Weder Aparecido foram outros vencedores da noite. A luta entre Heider Prais e o uruguaio Gonzalo Loffler terminou em “No Contest” após Prais sofrer uma dedada no olho e ser impedido pelos médicos de voltar.

    RESULTADOS COMPLETOS:

    Shooto Brasil 75
    Upper Arena, no Flamengo (RJ)
    Domingo, 24 de setembro de 2017

    Luan Lacerda finalizou Gaston Gomez com uma guilhotina no 2R
    Alcides Nunes derrotou Marcio Tulio por decisão unânime dos jurados
    Cleverson Carrilho derrotou David da Silva por decisão unânime dos jurados
    Gilberto Dias derrotou Michel Costa por decisão unânime dos jurados
    Weder Aparecido derrotou Yarlei Junior por decisão dividida dos jurados
    Edilson Santos derrotou Felipe Melo por nocaute técnico no 1R
    Rafael Palhares finalizou Jean Caveira com uma guilhotina no 3R
    Hudson Sombra derrotou Wanderson Psicopata por decisão unânime dos jurados
    Diego Borges derrotou Dewis Espantalho por nocaute no 2R
    Heider Prais x Gonzalo Loffler terminou em “No Contest”

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome