Buchecha revela lesões antes do ADCC, cansaço no absoluto, mas destaca título

Marcus Buchecha é dez vezes campeão mundial, bi do ADCC, entre várias outras conquistas (Foto FloGrapping)

Marcus Buchecha foi uma das principais atrações do ADCC 2017, realizado no último final de semana (23 e 24), em Espoo, na Finlândia. Em sua categoria, acima de 99kg, a fera da Checkmat conquistou seu segundo título pelo torneio, ao derrotar Orlando Sanchez na grande final por 6 a 0 nos pontos. Todavia, na disputa do absoluto, o paulista acabou sendo eliminado nas semifinais, ao ser finalizado por Felipe Preguiça – posteriormente o campeão – no mata-leão. Desta forma, o dez vezes campeão mundial de Jiu-Jitu garantiu a medalha de bronze no peso aberto, ao derrotar Mahamed Aly na disputa do terceiro lugar.

Com o segundo título do ADCC conquistado em sua segunda participação no maior torneio de luta agarrada do mundo, Buchecha fez um resumo sobre o seu desempenho. Em entrevista ao FloGrappling, o faixa-preta ressaltou o alto nível da disputa na Finlândia.

“Eu me sinto ótimo. É a minha segunda participação (no ADCC), segundo título. Em 2015, eu precisei ficar de fora por conta de uma cirurgia no joelho, foi um longo tempo afastado, então é incrível voltar. É o que dizem, se você ganha o ADCC, então é ‘de verdade’, e eu acredito nisso. São poucos que vêm aqui e vencem, eu sou um deles, então é uma grande sensação”, disse Buchecha, que analisou a final do seu peso, contra Orlando Sanchez.

“A final contra o Orlando (Sanchez) foi uma guerra. Ele é forte, me acertou, mas eu estou acostumado (risos). O Léo (Vieira) estava aqui, então parecia meio que um vídeo-game, tudo que ele falava eu fazia, não queria perder nenhuma posição. No finalzinho da luta ali, ele (Orlando) estava mais cansado, então eu aproveitei para conseguir cair bem, pegar as costas e marcar os pontos que me deram a vitória”, afirmou o campeão acima de 99kg.

Guerra com Sanchez e tempo curto de descanso ‘minaram’ Buchecha pro absoluto (Foto reprodução FloGrappling)

Antes da disputa do ADCC 2017, no entanto, Marcus Buchecha precisou superar algumas dificuldades. A fera da Checkmat revelou que duas lesões quase o tiraram do torneio e também do IBJJF Pro League GP, que foi realizado em agosto, onde saiu como campeão.

“Eu machuquei a minha mão durante o Mundial e o meu pescoço depois, e isso me custou… Demorei um pouco para realmente ver o que estava acontecendo. Quase cancelei as minhas participações no IBJJF Pro League GP e no ADCC. Eu estava sentindo bastante dor, mas continuei treinando. Sou um cara de palavra, então mantive a minha nos meus compromissos”, ressaltou o atleta, que ainda analisou sua participação no absoluto durante o ADCC, destacando o cansaço e reconhecendo a campanha aquém do esperado.

“Eu estava muito, muito cansado no absoluto, então a minha campanha não foi boa. Eu não consegui nenhuma finalização, só lutas apertadas. Não gosto do estilo que eles fazem (a ordem das lutas). Começam pelas meninas, a minha é a última – por ser a categoria mais pesada – e logo depois já vem o absoluto, então são poucos minutos de descanso. Mas é isso, agora é já pensar na próxima”, encerrou o multicampeão Buchecha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comente
Seu nome