Coach de Ronda deseja luta com Cyborg e dispara contra brasileira: ‘Muito lenta’

por: TATAME | @tatameofficial
Publicado em 19/09/2017
Coach de Ronda deseja luta com Cyborg e dispara contra brasileira: ‘Muito lenta’ Treinador deseja uma superluta, mas aponta que essa é uma decisão da ex-campeã (Foto Getty Images / UFC)

publicidade

O confronto entre Ronda Rousey e Cris Cyborg sempre esteve na pauta de programas esportivos e na imaginação de boa parte dos fãs de MMA. E na última segunda-feira (18), o que parecia apenas algo utópico, ganhou um importante entusiasta para a superluta sair do papel. Treinador de “Rowdy”, Edmond Tarverdyan afirmou que gostaria, em caso de um retorno da americana, que ela enfrentasse a atual campeã do peso-pena do UFC.

“Essa (luta com a Cyborg) é única. Eu quero essa luta. Quando treinei Ronda, sabia que ela poderia vencer a Cyborg. Eu sei disso. Cyborg é muito lenta”, contou ao site MMA Fighting.

Sobre a possibilidade da ex-campeã peso-galo do UFC voltar a lutar ou não, o treinador afirmou que isso é uma decisão pessoal de Ronda. A lutadora não entra em ação desde o dia 30 de dezembro de 2016, pelo UFC 207, quando foi nocauteada ainda no primeiro round para atual dona do cinturão, a brasileira Amanda Nunes.

“Eu não sei (se Ronda voltará). Viveremos e veremos. Se ninguém estivesse lesionado e estivesse tudo certo, nós pegaríamos essa luta, e estou dizendo que ela (Cris Cyborg) é muito lenta para a gente. E Ronda venceria. Ela precisa de um desafio, precisa pensar na adversária como inimiga. Ela não teve isso com Holly Holm, e foi Holm quem quis ser agressiva com Ronda antes. Mas contra a Cyborg seria diferente. Ronda não gosta dela, acredita que ela usou esteroides, então isso é algo que já existe”, encerrou Edmond.

Veja também

publicidade

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade