Ferguson leva a maior bolsa do UFC 216; Borg e mais cinco ‘param’ por 180 dias

    Tony Ferguson se pronunciou após recentes problemas (Foto Getty Images / UFC)

    A Comissão Atlética de Nevada divulgou, na última segunda-feira (9), a lista de suspensão médica e dos salários relativos ao UFC 216, que aconteceu no último sábado (7), em Las Vegas (EUA). Tony Ferguson, que conquistou o título interino dos leves, levou para casa um total de US$ 500 mil, sendo assim o atleta que teve a maior bolsa do evento.

    Na segunda posição, Fabrício Werdum recebeu um total de U$S 400 mil. Em terceiro lugar, Demetrious Johnson, campeão dos moscas e que atingiu o recorde de 11 defesas de cinturão, teve uma bolsa de US$ 370 mil, mais US$ 50 mil pelo prêmio de “Performance da Noite”. Kevin Lee, protagonista na luta principal ao lado de Ferguson, recebeu US$ 250 mil, enquanto Ray Borg, que perdeu para “Mighty Mouse”, levou US$ 100 mil.

    Vale frisar que os valores divulgados pela NAC não são os ganhos totais dos lutadores. Patrocínios, porcentagem na venda de pay-per-view e outros itens não são apresentados publicamente pelo órgão regulamentador, mas também fazem parte dos ganhos.

    Seis lutadores param por longo tempo

    Além da derrota no co-main event, Borg recebeu um gancho médico pesado da Comissão Atlética. O lutador peso-mosca precisará ficar afastado por até 180 dias, devido a uma lesão no dedo. Caso pense em retornar antes do tempo, o atleta terá que passar por uma análise detalhada de um ortopedista da NAC e, se liberado, poderá voltar aos treinos.

    Outros cinco lutadores também tiveram suspensões longas e similares, casos de Evan Dunham, a brasileira Poliana Botelho, Matt Schnell, Marco Beltran e Thales Leites.

    Ray Borg foi finalizado por Demetrious Johnson e pegou longa suspensão médica (Foto Getty Images / UFC)

    Confira a lista completa de salários do UFC 216:

    Ferguson (US$ 250 mil + US$ 250 mil = US$ 500 mil) derrotou Kevin Lee (US$ 250 mil)
    Demetrious Johnson (US$ 370 mil) derrotou Ray Borg (US$ 100 mil)
    Fabricio Werdum (US$ 275 mil + US$ 125 mil = US$ 400 mil) derrotou Harris (US$ 28 mil)
    Mara Borella (US$ 12 mil + US$ 12 mil = US$ 24 mil) derrotou Kalindra Faria (US$ 12 mil)
    Beneil Dariush (US$ 48 mil) empatou com Evan Dunham (US$ 40 mil)
    Cody Stamann (US$ 12 mil + US$ 12 mil = US$ 24 mil) derrotou Duquesnoy (US$ 23 mil)
    Bobby Green (US$ 24 mil) empatou com Lando Vannata (US$ 25 mil)
    Poliana Botelho (US$ 10 mil) derrotou Pearl Gonzalez (US$ 10 mil)
    Matt Schnell (US$ 10 mil + US$ 10 mil = US$ 20) derrotou Marco Beltran (US$ 14 mil)
    John Moraga (US$ 34 mil + US$ 34 mil = US$ 68 mil) derrotou Bibulatov (US$ 17 mil)
    Brad Tavares (US$ 37 mil + US$ 37 mil = US$ 74 mil) derrotou Thales Leites (US$ 57 mil)

    Confira a lista completa de suspensões médicas do UFC 216:

    – Ray Borg: lesão no dedo e precisa ser liberado por médico ortopedista. Suspensão até 06/04/18; suspensão mínima até 07/11, nenhum contato até 29/10

    – Evan Dunham: precisa de autorização de um oftalmologista por causa da visão turva. Suspensão até 06/04/18; suspensão mínima até 07/12, nenhum contato até 22/11

    – Poliana Botelho: lesão no cotovelo direito e o no polegar, sendo liberada por ortopedista. Suspensão até 06/04/18; suspensão mínima até 07/11, nenhum contato até 29/10

    – Matt Schnell: precisa radiografar o antebraço direito, se possível, para receber autorização de um médico ortopedista. Suspensão até 06/04/18

    – Marco Beltran: lesão no polegar e precisa ser radiografado por um médico ortopedista. Suspensão até 06/04/18; suspensão mínima até 07/11, nenhum contato até 29/10

    – Thales Leites: possível fratura na orbital direita a ser liberado pelo oftalmologista. Suspensão até 06/04/18; suspensão mínima até 22/11, sem contato até 07/11

    – Lando Vannata: suspenso até 07/12, nenhum contato até 22/11

    – Tom Duquesnoy: suspenso até 22/11, nenhum contato até 07/11

    – Bobby Green: suspenso até 22/11, nenhum contato até 07/11

    – Magomed Bibulatov: suspenso até 22/11, nenhum contato até 07/11

    – Kevin Lee: suspenso até 07/11, nenhum contato até 29/10 devido à possível danificação na córnea no olho esquerdo

    – Cody Stamann: suspenso até 07/11, nenhum contato até 29/10

    – Pearl Gonzalez: suspenso até 07/11, nenhum contato até 29/10

    – Mara Romero Borella: suspensa até 07/04/18, deve repetir a ressonância magnética do cérebro em seis meses

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome