Com apenas nove anos, Kauan Gallinaro vai representar o Brasil no Mundial Kids na Califórnia (EUA)

    Kauan Gallinaro ao lado da fera do Jiu-Jitsu Mackenzie Dern, durante o Gracie Pro (Foto: Reprodução)

    Por Yago Rédua

    Grande parte das crianças pensam sempre em seguir uma carreira dentro do esporte, mas nem sempre o objetivo é alcançado no futuro. Kauan Gallinaro, da Gracie Barra Florianópolis, do estado de Santa Catarina, tem apenas nove anos e conta com total apoio dos pais para se tornar um profissional na arte suave. O faixa-amarela, no próximo mês de novembro, vai participar do Mundial Kids de Jiu-Jitsu, da IBJJF, em Long Beach, na Califórnia (EUA). Em entrevista à TATAME, o prodígio nas artes marciais contou que essa será sua primeira experiência fora do país.

    “Sim (será meu primeiro torneio no exterior). Essa será minha primeira competição fora do país, mas eu estou preparado. Dia 28 (de outubro), luto uma etapa regional da UAEJJF e, depois, sigo para Califórnia (EUA)”, contou Kauan, afirmando que vem treinando forte e que treina outras artes marciais, que o ajudam também em seu desenvolvimento como pessoa.

    “Venho treinando bastante Jiu-Jitsu funcional e fisioterapia esportiva. E ainda com minha equipe, treino a parte teórica e psicológica. Sempre gostei de luta. Com três anos, comecei no Judô. Já com cinco anos, parei o Judô e segui no Jiu-Jitsu e, hoje, também treino Tae-Kwon-Do e Kung Fu. Sou mais calmo por deixar minhas energias nos tatames e confiante também. Ah, principalmente, aprendi a respeitar os mais velhos”, apontou.

    Com o sonho de um menino que quer brilhar nos tatames mundo a fora e ser mais um representante do Jiu-Jitsu Brasileiro, Kauan pensa mais adiante e quer também o MMA. Ao ser indagado sobre onde quer chegar, o menino não hesitou e cravou: “Meu sonho é ser campeão do UFC, ter minha academia para dar aulas e fazer novos campeões e, também, quero dar seminários”, encerrou.

    Confira abaixo:

    2 COMENTÁRIOS

    1. bonita matéria e mostra a ascensão de um garoto com muita vontade de crescer no esporte e desde já apreendendo que no esporte amador é muita luta e pouca ajuda oficial. espero que ele continue crescendo no esporte e fazendo por merecer esse apoio da Tatame. parabens pela materia.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome