Tayane analisa Alliance no ADCC, tri de Gabi e diz: ‘Podem me esperar em 2019’

    Por Diogo Santarém

    Uma das grandes estrelas da Alliance – e do Jiu-Jitsu – atualmente, Tayane Porfírio foi um dos nomes que ficou de fora da última edição do ADCC, em setembro, na Finlândia. Porém, mesmo de longe, a faixa-preta não deixou de assistir ao evento, principalmente quando Gabi Garcia ou seus outros companheiros de equipe entravam em ação.

    “Acho incrível estar entre essa galera, todos que brilharam no ADCC, todos me inspiram, eu ainda não me sinto no pelotão da equipe (risos), porém fico feliz por ter conquistado meu espaço na faixa preta. Acompanhei algumas lutas do evento e fiquei muto feliz pela Gabi (Garcia), pela garra do (Felipe) Preguiça e também pela Bia Mesquita. O evento em si também foi bem organizado, melhorando a cada ano”, afirmou, em entrevista à TATAME.

    Falando mais especificamente sobre Gabi Garcia, uma das suas principais inspirações e agora tricampeã do ADCC, Tayane foi só elogios, ressaltando sua “admiração” por Gabi.

    “A Gabi mereceu a vitória, estava há dois anos afastada, mas voltou bem e mostrou que ela não está morta (risos). Tenho uma admiração muito grande pela Gabi, ela me abrigou de faixa azul na casa dela sem nem me conhecer, não tem como deixar de se inspirar”.

    Por fim, a jovem faixa-preta revelou que ficou com vontade de se aventurar no maior campeonato de luta agarrada do mundo. Porém, a falta de experiência sem o quimono pesou, algo que ela garante que não irá atrapalhar para sua participação em 2019.

    “Confesso que eu fiquei com bastante vontade de lutar, porém lutei apenas uma vez sem quimono e não me senti segura para competir. Mas podem me esperar, em 2019 eu vou botar a cara (risos), o não eu já tenho, né”, encerrou a multicampeã Tayane Porfírio.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome