Com defesa de cinturão marcada pelo ONE Championship, Adriano Moraes avisa: ‘Quero entrar para a história’

Publicado em 26/10/2017 por: Mateus Machado
Com defesa de cinturão marcada pelo ONE Championship, Adriano Moraes avisa: ‘Quero entrar para a história’

publicidade

Estrela do ONE Championship, Adriano Moraes foi escalado pela primeira vez para defender o cinturão dos moscas, depois de recuperá-lo em sua última luta, contra Kairat Akhmetov. Agora, em sua nova missão, o faixa-preta de Jiu-Jitsu encara o invicto Danny Kingad, que vem de quatro vitórias na franquia, no dia 10 de novembro, nas Filipinas.

O brasiliense de 28 anos, que tem 16 vitórias e apenas duas derrotas no cartel, está animado para continuar fazendo história pela organização asiática. Adriano é o atual campeão e acumula três vitórias seguidas no ONE, porém projeta feitos ainda maiores.

“Fiz história sendo o primeiro campeão da história do evento, na minha categoria. É como ter o nome ecoando eternamente pela Ásia. É uma honra poder fazer isso, é algo muito único para mim”, contou Adriano, antes de destrinchar o duelo contra Danny.

“Danny é um lutador jovem e aguerrido. Ele tem um jogo em pé muito bom, e feito na casa dele, na Team Lakay. Porém, ele tem algumas finalizações no cartel e isso mostra a evolução da equipe no jogo agarrado, um jogo sistemático. Mas não me assusta, não”.

Apesar do pouco tempo de preparação para o duelo, Adriano descartou qualquer tipo de problema, explicando que se manteve ativo desde sua última luta, em agosto deste ano.

“Graças a Deus, eu não me machuquei na última luta e sigo bem. Estou sempre treinando com os amigos em Brasília, na Constrictor Team, e quando volto para a ATT, na Flórida (EUA), sempre tem os treinos fortes com a galera. Tem o Katel Kubis no comando do Muay Thai, Kelson Pinto no Boxe, o Wrestling fica por conta do Steve Mocco e o Jiu-Jitsu com o mestre Parrumpinha e Ataide Jr, que mesmo de longe, sempre estamos em contato. Gosto de juntar os estilos todos. Os parceiros Pedro Munhoz, Kyoji Horiguchi, Juan Puerta, Gleison de Jesus e os demais companheiros estão sempre ajudando e treinando. O MMA da galera está bem sinistro”, disse Adriano, que ainda projetou seus passos após a luta.

“Graças a Deus, estou no topo já há algum tempo e tenho alguns anos de carreira. Estou muito bem e saudável, então quero continuar e bater o recorde de defesas de cinturão, para assim entrar para a história do evento”, encerrou o lutador de 28 anos de idade.

Confira alguns dos melhores momentos de Adriano Moraes no ONE:

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade