Responsável por ministrar seminário no CT Brasil, saiba como Vinicius Amaral ‘descobriu’ o Jiu-Jitsu

por: TATAME | @tatameofficial
Publicado em 12/11/2017
Responsável por ministrar seminário no CT Brasil, saiba como Vinicius Amaral ‘descobriu’ o Jiu-Jitsu Vinicius Amaral fará dois seminários no CT Brasil, sendo um em cada período do dia (Foto reprodução)

publicidade

Por Yago Rédua 

Líder da Game Fight, Vinicius Amaral vai realizar um importante seminário no próximo dia 18 de novembro, no CT Brasil, localizado na Zona Norte do Rio de Janeiro, sobre “Técnicas de Jiu-Jitsu para Competições”. Em conversa à TATAME, o professor, que também é faixa-preta de Judô e com grande experiência na modalidade olímpica, contou um pouco sobre como a arte suave entrou em sua vida, ainda na época da universidade Gama Filho.

“Eu conheci o Jiu-Jitsu através do afilhado do mestre Carlson Gracie, que é o mestre Carlson Guimarães, faixa-preta de Judô e de Jiu-Jitsu também. Eu já era judoca, treinava na universidade Gama Filho e senti uma grande necessidade de aprimorar as minhas técnicas de chão. Então, foi um dos motivos que eu tive a prioridade de fazer a arte suave”, relembrou Vinicius, contando que passou a competir por um pedido “especial”.

Para comprar o seu ingresso para o seminário, clique aqui

“Tudo começou com o Judô na Gama Filho. Eu tive o prazer de conhecer o professor Alfredo Dorneles, que foi o meu grande Sensei. Me levou para fazer parte da Seleção Brasileira de Judô, foi o grande responsável por me lapidar na modalidade e conseguiu elevar muito o meu nível em pé, ao ponto de eu chegar a ser um atleta de nível olímpico. Conheci o mundo inteiro através do Judô. Eu lutei Jiu-Jitsu, na Gama Filho, porque o professor Pedro Gama Filho, um dos grandes nomes do esporte brasileiro, era um dos donos da universidade Gama Filho e me fez um pedido, em 2001, para lutar Jiu-Jitsu também pela Game Filho. Aí, eu disse ao professor Pedro, para falar com o Mestre Carlson Gracie, porque a minha equipe era a Carlson Gracie, é até hoje, na verdade, ele falou com o mestre, que liberou para eu lutar pela Gama Filho”, contou o experiente professor.

A respeito da Game Fight, equipe tradicional em todos os grandes campeonatos de Jiu-Jitsu atualmente, o professor contou que a criação foi no ano de 2010. Entretanto, o “sonho era antigo” e começou a ganhar forma ainda em 1999, sendo lapidado até os dias de hoje.

Vinicius Amaral realizará o seminário no CT Brasil em dois horários diferentes: não perca (Foto divulgação)

“Em 2010, eu criei a equipe Game Fight. Eu já tinha um esboço, porque em 1999, eu tive meu primeiro sonho em ter a equipe. Eu dei aula em uma equipe de Judô, em Jacarepaguá, a Uno Game, primeiro local que eu dei aula em 1994. A academia me inspirou com o seu nome. Eu modificaria para colocar o nome Game Fight. Mas só competi em 2010, onde nós levamos o título mundial da CBLP, onde levamos mais de 100 atletas para competir em Teresópolis. Voltamos a ganhar em 2014, e estamos aí”, encerrou.

Mais informações sobre o seminário

O seminário será ministrado em dois horários. Na parte da manhã, de 8h até às 11h, e no período da tarde, de 13h30 até às 16h. O valor de inscrição é de R$ 100,00 (com direito a camisa exclusiva da Brazil Combat) ou R$ 255,00 (com um quimono da Brazil Combat), e ela pode ser parcelada em até 10x no cartão de crédito. Vale frisar que cada horário será para uma turma, e a organização do evento informou que o número de vagas é limitado.

SERVIÇO:

Seminário Técnicas de Jiu-Jitsu para Competições

Local: CT Brasil Tijuca
Data/hora: 18/11/2017, manhã (08h30 às 11h) ou tarde (13h30 às 16h), ambos horários com 2 horas de conteúdo e 30 minutos de coffeebreak
Professor: Vinicius Amaral
Pontos de venda: CT Brasil / Game Fight / Tatame Shop

Veja também

publicidade

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade