Diagnosticado com úlcera, GSP coloca retorno aos médios ‘em xeque’: ‘Não tenho certeza’

    Georges St-Pierre pode não voltar mais à categoria dos médios, onde é campeão (Foto: Getty Images)
    Georges St-Pierre pode não voltar mais à categoria dos médios, onde é campeão (Foto: Getty Images)

    As dúvidas de Dana White em relação ao fato de que Georges St-Pierre não poderia defender o título da categoria peso-médio ganharam um importante componente nesta semana. O próprio lutador, em entrevista “TSN”, emissora de TV canadense, afirmou que pode não lutar mais na divisão, onde atuou no mês de novembro e derrotou Michael Bisping para conquistar o cinturão, no UFC 217.

    “Falaremos sobre isso, mas não tenho certeza se eu vou lutar na categoria dos médios. Acho que não. É claro que, em termos de peso, se eu quiser voltar a competir nos médios, vou – obviamente, fazer isso comendo, como fiz o que fiz, aprendi com os meus erros, não acho bom fazer isso. Me forçam a comer para ganhar massa muscular. Eu sempre fui contra drogas que melhoravam o desempenho, e eu fiz isso (transição para os médios) da maneira natural. Não existe uma maneira fácil. Eu fiz isso de maneira difícil, que foi ganhar peso e manter minha massa muscular, foi muito difícil e não era saudável. Eu acho que o corpo tem um peso natural que pode realizar na sua melhor habilidade atlética, e para mim, o peso que estou agora é o meu peso perfeito”, disse o canadense, de 36 anos.

    GSP revelou recentemente que o seu contrato ainda prevê um duelo contra Robert Whittaker, atual campeão interino da divisão dos médios. No entanto, St-Pierre não parece muito disposto a lutar novamente na categoria, ainda mais depois de descobrir que sofre de uma doença chamada colite ulcerosa, uma enfermidade inflamatória crônica do intestino grosso, que ocasiona úlceras na camada interna do cólon. A equipe do lutador acredita que o “processo de engorda” feito no lutador, associado ao estresse no período pré-luta contra Bisping, teria sido um dos motivos para a conclusão desse diagnóstico.

    Depois da luta, pensei que primeiro era o estresse que a causava e que iria embora, mas não desapareceu. Então, o que aconteceu, mesmo depois da luta persistiu e eu sabia que algo estava errado, então deixei passar alguns dias e depois disso eu fui ver um especialista, e fui diagnosticado com colite, colite de úlcera, mas agora eu tenho a medicação e, desde que comecei a medicação, ela vai muito bem. Estou quase 100 por cento agora. Foi uma situação mais assustadora e estressante para mim do que a realidade. Existem diferentes níveis de colite, não acho que o meu é muito grave. Algumas pessoas estão presas em uma situação em que é mais grave e pode afetar muito bem o seu dia a dia, mas o meu não é tão ruim”, explicou GSP.

    2 COMENTÁRIOS

    1. kk.. olha o bisping 2 ai gente.. sabe q apanha pros top 5 da categoria afinal tartaruga nao sobe em arvore.. ai melhor inventar qualquer desculpa doq ser destruido pelo witaker ou qualquer 1 top 10 q seja..

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome