Dez anos após a morte de Ryan Gracie, filho da lenda desabafa: ‘Estou aprendendo a superar’

    Rayron contou o quão ainda é difícil lidar com a morte do pai, mas que segue forte (Foto: Arquivo Pessoal)

    Por Yago Rédua

    Nesta sexta-feira (15), completam dez anos da morte de Ryan Gracie, um dos mais emblemáticos nomes da família. Apesar da causa do falecimento ainda gerar polêmica, o nome do guerreiro segue imortalizado pelos seus feitos dentro dos ringues de Vale-Tudo e com o seu filho Rayron Gracie. Atualmente com 16 anos e faixa-azul de Jiu-Jitsu, o herdeiro de Ryan ostenta o título Mundial de arte suave e busca evoluir na modalidade em Nova York, nos Estados Unidos, com o seu tio Renzo Gracie.

    Em entrevista à TATAME, Rayron, que à época da morte do pai tinha acabado de completar seis anos, relembra o quão ainda é difícil conviver com a ausência do pai e que as festas escolares traziam um sentimento de “saudade” ainda maior. No entanto, o futuro campeão revela que vem aprendendo a lidar com a “dor”.

    “Eu lembro, que foi uma semana após o meu aniversário de seis anos que o meu pai morreu. Eu lembro que todo presente do dia dos pais, eu tinha que dar para a minha vó ou meu avô. Mesmo se eu falar para você que eu superei essa dor de não ter um pai, é mentira. Uma das maiores dores que eu senti foi quando eu estava na escola ainda e estava indo para casa e via os pais abraçando os filhos, dando carinho. Eu acredito muito que você evolui e aprende com a dor. Hoje, tenho certeza, que posso superar qualquer coisa. Nada pode me colocar para baixo. Procuro ver o lado bom de tudo. Estou aprendendo a superar”, relatou.

    Relembre o caso

    O faixa-preta de Jiu-Jitsu foi preso e levado para a carceragem da 91º DP (Distrito Policial) de São Paulo, ao tentar roubar três veículos. Poucas horas depois, o então lutador de 33 anos foi encontrado morto e o laudo inicial do Instituto Médico Legal apontou para “parada cardiorrespiratória provocada por overdose de cocaína”.

    Em 2012, o médico responsável por cuidar de Ryan na delegacia, o psiquiatra Sabino Ferreira de Farias Netto, foi acusado de “negligência” e de causar a morte de Ryan “por excesso de remédios” e foi condenado a dois anos de “serviço comunitário”. Tendo em vista, que o psiquiatra usou medicamentos para “controlar” o Gracie na carceragem. No entanto, em setembro de 2016, o médico foi absolvido pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP).

    12 COMENTÁRIOS

    1. Se vcs contarem so um pouco do que esse cara fazia …… sem duvida uma vergonha para a familia Gracie e qualquer lutador de artes marciais.

    2. o cara sofria de eschizofrenia estava doidao de drogas e alcohol no xilindro foram dados remedies para ele que criou um enfarte com a mistura Segundo a lei o sujeito naum e culpado pelo que fez naum estava sobrio nem lucido o mestre ryan naum era e nem precisava roubar nenhum carro os gracies sao ricos naum precisam disso foi um erro clinic o medico naum sabia?foi negligencia entaum naum tem do que se envergonhar a combinacao psicofarmacos drogas e letal ele teria que ser desintoxicado antes de dar os remedies R.I.P MESTRE RYAN

    3. Boa Bruno! !!! Respeito ao Ryan…era brigador ..sangue de guerreiro e não corria de luta.

      No mínimo o Marcelo q fez esse comentário deve ser aluno do Macaco…kkkk

      • Pelo que eu entendí o Marcelo apenas quis dizer que apenas o conteúdo da matéria não representa o que foi o guerreiro Ryan. Vamos interpretar melhor o comentário e ter mais amor no coração, sem essa de richa entre academias.

    4. Esse cara não era nenhum esportista desce Te, e sim um pilantra, mal caráter, vagabundo. Puxem a ficha corrida deste bandido é irão entender do que digo.

    5. Ryan era um excelente atleta e lutador mas era um brigão e tanto…. arrebentava leigos e fazia muita crocodilagem.

    6. Só no BRASIL pra querer homenagear bandido, vagabundo, mal caráter é desordeiros. Puxe a ficha corrida dele. É grandinha.

    7. “Guerreiro”, “Feitos emblematicos” …. tão de sacanagem né? O cara era um indivíduo deplorável, marginal, vagabundo, uma vergonha para o esporte.

    8. Os que hoje são brancos de computadores falam demais na época era rabo entre as pernas e boca calada , só falo uma coisa .SOMOS MUITOS, NAO SOMOS POUCOS E SOMOS TODOS LOUCOS ….
      RYAN GRACIE TEAM FOREVER…

    9. Lendo aqui varios comentários me deixa triste, pois aqui é um desabafo de um filho, quem é pai e filho sabe o que estou querendo dizer, o Ryan foi meu amigo de infância, a família Gracie merece respeito, são guerreiros sim, e nunca deixaram de amar os seus parentes, respeitem a dor do seu próximo, pois o mundo dá voltas, e alguns de nós poderemos perder os nossos super heróis, nossos pais!! Fiquem todos com Deus?

    10. Mestre Ryan Gracie tinha os dois Lados do Bem e do Mal, muitas vezes parou no supermercado e comprou muitas cestas básicas e deixava nas creches do litoral norte qdo ia pra Maresias e peguei algumas caronas com ele, levava mendigo pedindo esmola pra comer almoço e as jantas qdo saia da academia depois de dar aulas! Mas ele também tinhas o Lado Selvagem que não podemos negar e qdo sobre influências de outras substâncias seja ele qual for irá alterar seu caracter assim sendo; Mestre Ryan Gracie teve seus altos e Baixos como todos nós!!!! Sinto pelos o que sofreram pela radicalidade de Ryan e peso por Ele Perdão; aos que foram alunos e amigos dele que continuem Enaltecendo os Valores positivos mas nunca podemos deixar de lado os que sofreram pela sua Ezquizofrenia! Fui Aluno, magrinho e hoje sou Psicólogo e Prof De Jiu aqui na Flórida!!! RIP PROF Ryan Gracie!!! Oss

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome