Max Holloway é eleito o ‘melhor lutador’ de 2017 por revista norte-americana e diz: ‘Foi um ano louco’

    Holloway está fora da luta contra Frankie Edgar no UFC 222 (Foto Getty Images / UFC)
    Max Holloway será o novo adversário de Khabib no UFC 223, em Nova York (Foto Getty Images / UFC)

    Após derrotar duas vezes José Aldo em 2017, Max Holloway, atual campeão dos penas do Ultimate, foi eleito pela revista americana Rolling Stone como o “Lutador do Ano”. Em um trecho da matéria, a publicação destacou o feito de “Blessed” ao superar o brasileiro que criou uma dinastia dentro da categoria, reinando entre os anos de 2009 e 2015.

    “O ano de Max Holloway consistiu em apenas duas lutas, ambas contra o mesmo oponente. Entretanto, é quem foi esse oponente e como o campeão peso-pena do UFC se portou nesses confrontos que faz dele o nosso ‘Lutador do Ano’ de 2017”, publicou a revista, que também trouxe um relato do campeão e toda a reverência feita por ele a José Aldo.

    “Foi um ano maluco. Pude lutar com o maior de todos os tempos da minha divisão não uma vez, mas duas. Eu assistia esse cara quando tinha 16 anos de idade e estava começando no Kickboxing. Queria lutar com Aldo no Kickboxing. Dois anos depois fui para o MMA e queria lutar com ele. Dez anos depois, consegui lutar com ele duas vezes. São muitas metas de vida que eu consegui realizar. É difícil colocar em palavras”, encerrou Holloway.

    3 COMENTÁRIOS

    1. Excelente lutador, aceitou duas lutas com Aldo, sem correr, foi lá e conseguiu conquistar o título com duas vitórias avassaladoras, sem controvérsias, o melhor de todos os tempos! Ossssssss

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome