Oezdemir será julgado na Flórida (EUA), às vésperas de disputa de cinturão com Cormier no UFC 220

Publicado em 29/12/2017 por: Yago Redua
Oezdemir será julgado na Flórida (EUA), às vésperas de disputa de cinturão com Cormier no UFC 220 Volkan Oezdemir será julgado por confusão em um bar na Flórida (Foto: Getty Images)

publicidade

No dia 20 de janeiro, em Boston (EUA), será realizado o UFC 220, que vai contar com a chance de Volkan Oezdemir conquistar o título dos meio-pesados do Ultimate. O suíço vai desafiar o campeão Daniel Cormier, no co-main event da noite. Mas, antes deste compromisso, no dia 9 de janeiro, “No Time” terá que enfrentar o tribunal na Broward County Seventeenth Judicial Circuit Court, em Fort Lauderdale, na Flórida (EUA).

Oezdemir chegou a ser detido e, depois, liberado somente ao pagar fiança de US$ 10 mil. O lutador foi acusado de “agressão grave” em um bar na cidade de Fort Lauderdale, na Florida (EUA). A suposta vítima, identificado como Kevin Cohen, afirmou ter escutado seu amigo gritar por socorro na entrada de um bar em Fort Lauderdale. A partir do momento em que chegou ao local, a vítima se deparou com Sergio Sandoval desacordado e, em seguida, teria sido atingido por Oezdemir. Cohen ainda alegou que ficou desacordado 14 minutos e foi direcionado para o hospital mais próximo, onde foi diagnosticado com sintomas de concussões e levou pontos por múltiplas lacerações.

Responsável pelas investigações do caso envolvendo o lutador, a polícia local declarou que fez tentativas de contato com Sandoval, todavia, não obteve resposta. Por isso, Volkan responderá apenas pela suposta agressão a Kelvin Cohen, única vítima a prestar queixa

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade