Dirigente do UFC crê em ‘gancho menor’ para Jones, mesmo com reincidência

    Dirigente do UFC acredita que gancho de Jon Jones seja menor do que o previsto (Foto: Getty Images)

    Após ser flagrado novamente no teste de antidoping da USADA (Agência de doping dos EUA), em julho de 2017, Jon Jones corre o risco de receber até quatro anos de gancho no MMA – por ser reincidente. No entanto, o vice-presidente de Saúde e Performance dos Atletas do UFC, Jeff Novitzky, mostrou “otimismo” ao projetar a punição que será imposta ao ex-campeão dos meio-pesados do Ultimate em entrevista ao podcast Joe Rogan Experience.

    “Eu não acho que, necessariamente, temos que aplicar uma punição de quatro anos por uma segunda falha, quando no primeiro caso, foi comprovado que a pessoa (Jones) não teve intenção de trapacear”, apontou o dirigente, que seguiu a análise, mas afirmou que não tem como cravar o que vai acontecer com “Bones” no julgamento.

    “Não faria muito sentido para um atleta do UFC, especialmente um postulante ao título, que sabia que vinha sendo testado regularmente. Não faz sentido se você está tentando trapacear. Isso foi divulgado depois que a USADA fez outro teste em Jon um ou dois meses após seu exame dar positivo. E estava negativo. Isso seria um indício de que a substância proibida entrou em seu corpo em algum momento entre o dia 7 e 8 de julho e foi em uma quantidade pequena, eliminada do corpo rapidamente. De novo, quem sabe os rumos que isso vai tomar? Por alto, com as informações que estão aí, não indicaria uso intencional. Isso pode estar errado. Eu não sei definitivamente. Vamos como isso vai se desenrolar”, completou o dirigente.

    O julgamento que Jones tem pela frente é referente ao doping no UFC 214, em julho de 2017, quando derrotou Daniel Cormier e se tornou campeão dos meio-pesados da franquia. Contudo, dias depois, a USADA revelou o teste positivo de “Bones” para turinabol, substância utilizada para ganhos de massa muscular. Deste modo, o Ultimate devolveu o título para “DC”. Em 2016, o lutador recebeu a punição de um ano, também por doping, ao ser flagrado no exame, às vésperas do histórico UFC 200.

    Já conhece o App da TATAME para celular e o nosso shopping virtual? Confira!

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome