Por Yago Rédua

Renato Canuto terminou o ano de 2017 com grande destaque ao conquistar o GP dos leves do KASAI Pro e o Mundial No-Gi, sempre apresentando uma performance ofensiva. Neste fim de semana, sábado e domingo (20 e 21), o faixa-preta vai entrar em ação no Europeu da IBJJF, em Portugal. Em entrevista à TATAME, Canuto contou sobre a preparação e o processo de dieta para o primeiro grande torneio da temporada.

“Não foi muito ruim porque eu tive um ano inteiro de um camp atrás do outro sem parar, então, com a dieta que mantive durante o ano todo e o corte de peso para o KASAI Pro e o Mundial No-Gi, meu peso estava baixo e eu pude voltar ao meu peso normal. Agora estou de volta aos treinos duros e na dieta meu peso já está bom novamente para o Europeu. Estou treinando muito melhor do que antes, me sentindo bem”, contou Renato, que citou a diferença entre o treino com e sem quimono, ressaltando porém a mesma intensidade.

“A preparação tanto de quimono, quanto sem, é com o mesmo foco e intensidade, porém ao invés de focar muito no Wrestling, eu procuro focar mais no Judô. Faço mais preparação física usando pegadas no quimono, mas o resto segue o mesmo, muita força”, afirmou.

Sobre a categoria dos leves, Renato fez uma breve análise dos possíveis rivais pela frente e disse que gostaria de realizar uma eventual final com Michael Langhi, fera da Alliance.

“É uma categoria muito dura, em algumas possíveis lutas, provavelmente, serão porradaria, e algumas eu terei que trabalhar muito nos detalhes. Fica difícil de apontar um que seria uma final boa, mas gostaria que fosse com o Michael Langhi, um atleta que sou fã desde criança”, projetou Canuto, afirmando que vai manter o seu jogo mais ofensivo.

“Acho que deve ter chamado um pouco a atenção dos adversários, mas não muda nada na maneira em que gosto de lutar. Vou buscar dar meu melhor lá assim como sempre faço”.