Horlando Monteiro comenta glória no Europeu após quatro vitórias: ‘Título muito bom para a minha carreira’

Publicidade

Horlando Monteiro confirmou o favoritismo no Campeonato Europeu da IBJJF, encerrado no último dia 21 de janeiro, em Portugal. Horlando brilhou com maestria ao vencer quatro lutas, sendo duas por finalização, na divisão meio-pesado, onde foi o grande destaque.

O faixa-preta capturou a medalha de ouro após aplicar uma pegada de costas e montar em Renato Cardoso, atleta da Alliance, na final da categoria. A vitória consagrou Horlando como o melhor meio-pesado do torneio da IBJJF. Após o título, o lutador, que tem apenas 23 de anos de idade, analisou sua campanha no Europeu e falou da vitória sobre Renato.

“No Jiu-Jitsu, ainda mais hoje em dia, você tem que ser completo. Tudo tem que estar em comunhão e preparado para qualquer situação. Falo sobre a parte física, técnica, mental e espiritual. Eu fiz um trabalho de preparação muito bom com minha equipe Kimura, lá na minha cidade, em Natal, Rio Grande do Norte. Estar diariamente com minha família e amigos de infância me fortaleceu muito. Antigamente, a galera do Nordeste tinha que viajar ao Rio de Janeiro ou São Paulo para buscar treino forte e hoje em dia isso não existe mais. O Nordeste bate de igual para igual com qualquer um. ‘A rapadura é doce, mas não é mole não’ (risos). Falando sobre a luta com Renato, eu tava perdendo por uma vantagem e tinha muita fé e confiança que no momento certo eu iria reverter o placar. A cada momento que se passava na luta, eu me sentia crescendo mais. Fiz uma sequência de passagem de guarda, que venho treinando há muito tempo, e não consegui estabilizar a posição de passagem, pois meu adversário virou de quatro apoios. Porém, nesse momento, consegui pegar as costas e, logo na sequência, encaixar a montada”, comentou Horlando.

Horlando também aproveitou para falar da importância do título europeu, um dos quatros grandes torneios da IBJJF junto com o Pan, Brasileiro e Mundial, e de como ele se sente após a conquista na faixa-preta, projetando mais medalhas durante o ano de 2018.

“Esse título é muito bom para minha carreira profissional, pois sempre o quis conquistar, assim como quero conquistar outros mais importantes. Eu treinei e me preparei muito bem e esperava o ouro com certeza. Acredito que, assim como todo atleta que vive do esporte, sempre irão esperar o melhor resultado. Mas no esporte é assim, um dia você vence ou um dia você aprende, e nesse Europeu eu venci, graças a Deus”, contou, antes de encerrar.

“Meu objetivo agora não irá mudar nada no que já venho planejado, pois eu irei dar continuidade aos trabalhos, junto com minha equipe de profissionais que tenho em minha volta, para poder estar em constante evolução. O ano apenas começou e a expectativa é a melhor e mais positiva! Obrigado a minha equipe Kimura//GD Jiu-Jitsu por estarem ao meu lado, ao meu pai seu Cândido e minha mãe dona Claudete por acreditarem em mim desde o primeiro dia, e também aos meus patrocinadores”, encerrou o jovem Horlando.

Publicidadespot_img
Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

Publicidade