Um dos destaques da nova geração do Jiu-Jitsu em 2017, Horlando Monteiro, 22 anos, ficou perto da perfeição durante o ano competitivo. O jovem atleta do professor Jair Lourenço e Gustavo Dantas venceu quase tudo o que disputou, tendo perdido apenas as eliminatórias do Mundial da IBJJF. Com o fim da temporada, o faixa-preta foca todas as suas atenções neste ano de 2018, que tem neste mês de janeiro, o Europeu de Jiu-Jitsu da IBJJF, em Odivelas, Portugal.

“Para esse Europeu, estou fazendo o treino todo aqui na minha cidade, em Natal. Estou fazendo aulas particulares com dois de meus professores que me ensinam desde faixa-azul juvenil, que é o Marcelo Caneta e o Fábio Bolinho. Também estou trabalhando a parte física com o Adriano Koringa, e sou muito sortudo também que o meu mestre Jair Lourenço acabou de chegar e está puxando os treinos intensos com foco total nas competições. O professor Bruno Alminha está na parte dos drills e escolinha. Sobre o sparing, nem se fala… A Kimura é um celeiro de campeões! Sobre o meu ano competitivo, aprendi que não se pode errar. Na luta, vai ganhar quem errar menos e quem souber aproveitar as janelas abertas, que são poucas”, detalha Horlando.

Como todo craque de qualquer esporte, Horlando também tem um hobby favorito quando não está com o tradicional paletó de treinos e competições. Em meio às férias de fim de ano, o campeão de Jiu-Jitsu captura sua prancha para surfar algumas ondas no Havaí. Como ele diz, a prática do surf aprimora o seu Jiu-Jitsu, mesmo atuando sobra as águas.

“Tive um tour de seminários durante um mês, no Havaí, e pude renovar minha alma nas águas. Quando eu estou no Havaí não tenho a preocupação ou estresse das competições, só faço o que eu gosto e quando quero. É um momento que tiro no ano para curtir o meu eu. Faço Jiu-Jitsu e o surf. Gosto de surf como hobby e ainda ajuda meu Jiu-Jitsu. Só em estar em contato com a natureza me ajuda muito. O surf é muito parecido com o Jiu-Jitsu: é preciso técnica e força de vontade para executar as manobras e o equilíbrio em cima da prancha. Quando surfo, posso aprimorar meu equilíbrio e isso ajuda nos meus treinos”, finalizou.

Já conhece o App da TATAME para celular e o nosso shopping virtual? Confira!