Marlon revela contrato para lutar com Rivera no UFC Orlando, que nega e rebate: ‘Vou curtir a minha lua de mel’

Publicado em 09/01/2018 por: Yago Redua
Marlon revela contrato para lutar com Rivera no UFC Orlando, que nega e rebate: ‘Vou curtir a minha lua de mel’ Marlon Moraes e Jimmie Rivera mostraram sentimentos opostos quanto ao combate (Foto Getty Images / UFC)

publicidade

A novela envolvendo Jimmie Rivera e Marlon Moraes ganhou mais um capítulo nesta semana. O brasileiro havia tentado diversas vezes encarar o norte-americano, mas não obteve sucesso. O duelo, então, ficou mais próximo de acontecer no último dia 30, pelo UFC 219, quando John Lineker se machucou e precisou deixar o card, às vésperas do evento. Os dois lutadores “negociaram” através das redes sociais, mas não houve “acordo”.

Levantando o assunto novamente, no último domingo (7), Marlon postou nas redes sociais a foto de um suposto contrato assinado para lutar com Rivera, porém, sem a assinatura do adversário. O confronto seria válido pelo UFC on FOX 28. Em entrevista ao MMA Fighting, o brasileiro disse que assinou o documento e esperava que o “El Terror” também assinasse, para que a luta se concretize: “Está pronto, está pronto. E eu já estou treinando”, garantiu.

Entretanto, poucas horas depois, ao mesmo site, Jimmie revelou não ter ficado contente com o contrato. O lutador afirmou que não pretende adiar, pela terceira vez, sua lua de mel para lutar no UFC Orlando (EUA), no dia 24 de fevereiro. O número 4 no ranking da divisão dos galos ainda mirou Dominick Cruz ou Cody Garbrandt, ambos ex-campeões.

“Fiquei surpreso, eu não tenho nem ideia do que dizer. Eu vou me sentar e vou passar um tempo com minha família. Eu vou pegar o tempo de férias que eu perdi e vou curtir a minha lua de mel com a minha esposa. Eu lhe dei uma chance (no UFC 219). Agora é hora de coisas melhores. É engraçado, como se eu estivesse tentando fugir dele, porque eu vou ter que lutar contra ele um dia. Mas, eu vou lutar com ele, quando eu estiver defendendo o cinturão e ele for o desafiante. Isso é certeza. A menos que ele apareça lá como o cara do número 1 (do ranking), o que é algo um pouco provável de acontecer”, respondeu Rivera.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade