Rodolfo Vieira revela estreia pelo ACB MMA no Rio Janeiro, em março, e diz: ‘Muito feliz por lutar em casa’

por: TATAME | @tatameofficial
Publicado em 29/01/2018
Rodolfo Vieira revela estreia pelo ACB MMA no Rio Janeiro, em março, e diz: ‘Muito feliz por lutar em casa’ Astro do Jiu-Jitsu, Rodolfo Vieira vai para a sua terceira luta no MMA profissional (Foto Lucas Pacheco)

publicidade

Por Yago Rédua

Multicampeão no Jiu-Jitsu, Rodolfo Vieira iniciou sua trajetória no MMA e soma duas vitórias por finalização até agora. Em entrevista à TATAME durante o ACB JJ 10, o lutador revelou que vai participar do card do ACB MMA no Rio de Janeiro, no dia 10 de março. Contudo, o faixa-preta comentou que seu adversário ainda não foi definido pela franquia.

“Eu assinei com eles (ACB) seis lutas, na verdade. Três de MMA e três de No-Gi. O MMA é o meu foco no momento, mas vou lutar o sem quimono para ir matando a saudade (risos). Mas já estou com luta marcada, sim. Vou lutar no dia 10 de março, no Rio de Janeiro, de novo em casa. Estou muito feliz, muito contente mesmo de ter sido contratado por uma empresa tão séria, tão fantástica como o ACB é. Ainda não achamos o meu adversário, mas isso aí é uma coisa que ainda vamos decidir”, comentou o faixa-preta da GFTeam.

Presente na última sexta-feira (26) no Clube Hebraica, em São Paulo, para acompanhar o ACB Jiu-Jitsu 10, Rodolfo também contou que foi convidado para participar do evento, mas já tinha um compromisso marcado na Europa e não teria como se preparar o suficiente.

“Sem dúvida nenhuma, entrar aqui foi maravilhoso e ver a estrutura que o presidente do ACB está promovendo… É, realmente, uma coisa fantástica. Na última vez, no Rio (de Janeiro), eu me arrepie pra caramba (risos) e aqui foi a mesma coisa. Um evento que eu nunca vi nada parecido, em todo o tempo que estou no Jiu-Jitsu. Acho que vai ser difícil encontrar um evento que consiga superar o que eles estão fazendo, sem contar o card, né. Só luta boa. Só cara sinistro lutando. Com certeza me deu vontade de lutar, sim. Eu recebi o convite para lutar neste evento, mas eu estava pronto para ir para a Europa e não tinha como eu desmarcar, também não teria como treinar e me preparar o suficiente para um evento deste porte. Mas o próximo eu vou lutar, com certeza”, encerrou Rodolfo.

Veja também

publicidade

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade