Andrew e Do Val brilham no México, Atos ‘reina’ nos EUA e UAEJJF agita o mundo

    Neste último fim de semana (24 e 25), diversos campeonatos importantes de Jiu-Jitsu foram disputado ao redor do mundo. Na América do Norte aconteceram dois torneios da IBJJF, o Mexico City Open, no México, e o San Francisco Open, nos EUA. Em solo mexicano, destaque pra Fellipe Andrew e Cláudia do Val, que levaram o ouro duplo na faixa-preta.

    Já na edição realizada na Califórnia (EUA), um fato curioso chamou a atenção. A Atos, equipe liderada por André Galvão, ficou com as quatro posições do pódio no absoluto masculino da faixa-preta. Keenan Cornelius garantiu o primeiro lugar, seguido por Rafael Vasconcelos, depois Gustavo Braguinha e Lucas Hulk, respectivamente.

    Osvaldo Queixinho foi medalha de ouro na divisão dos leves. Nos médios, Michael Liera Jr faturou o título, enquanto Lucas Barbosa, que foi campeão um dia antes no México City Open, levou a medalha de ouro na categoria dos meio-pesados. Nos pesados, Keenan confirmou o título e o ouro duplo. Nos super-pesados, Tanner Rice se sagrou campeão.

    Entre as mulheres, na divisão dos médios, Luiza Monteiro subiu ao lugar mais alto do pódio. Nos pesados, Angélica Galvão conquistou o título e fechou a final do absoluto com Luiza, para garantir a dobradinha, mais uma vez, para a Atos, agora no feminino.

    UAEJJF pelo mundo

    A UAEJJF esteve presente em quatro continentes com eventos de alto nível técnico. No Brasil, em São Paulo, aconteceu o Continental Pro. Na faixa-preta, Isaque Bahiense, Renato Cardoso, Fernando Reis e José Carlos “Cocó” brilharam e conquistaram a medalha dourada em suas divisões. Entre as mulheres, o destaque foi para Bia Basílio.


    Na Suíça, Jaime Canuto, faixa-preta da GFTeam, venceu Adam Wardzinski e foi campeão na principal luta do campeonato. Indo para Oceania, a Austrália também recebeu um evento da UAEJJF. O grande nome da edição em Sydney foi Lachlan Giles, que conquistou a divisão até 85kg e carimbou o seu passaporte para o World Pro, em abril.

    Na América do Norte, mais precisamente no Canadá, Matthew Leighton, que vive o seu primeiro ano como faixa-preta, mostrou que já é uma realidade e foi campeão na categoria até 110kg. O lutador é o primeiro do ranking nos Estados Unidos e promete dar trabalho.

    Lovato vence superluta

    No Fight To Win Pro 64, realizado também na sexta-feira (23), em Denver (EUA), Rafael Lovato Jr, quem também é atleta de MMA, superou Tim Spriggs, outro experiente nome.

    1 COMENTÁRIO

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome