Coluna da Arte Suave: a importância de um contato mais próximo com o companheiro de treino; veja

    Em seu novo artigo, Luiz Dias fala sobre a importância de uma proximidade maior com os parceiros de treino (Foto: Reprodução)
    Em seu novo artigo, Luiz Dias fala sobre a importância de uma proximidade maior com os parceiros de treino (Foto: Reprodução)

    Por Luiz Dias

    Fim de treino! Endorfina a mil nas veias, aqueles minutos de resenha no tatame, fazem parte do treino. Conversas sobre os treinos, sobre outras lutas, algumas conversas engraçadas e, por vezes, reflexões sobre a vida. Vejo essa resenha pós treino como parte da atividade, quase como uma “tradição”, um hábito saudável. Ideias são trocadas, sugestões e conceitos sobre a nossa Arte Suave são debatidos.

    Eu, particularmente, sempre planejo nas minhas aulas um tempo para isso. É importante, creio ser muito importante. Terminar o treino e todo mundo debandar de imediato, me dá uma sensação de que a aula não foi bem finalizada. É claro que existe a questão do tempo, compromissos de cada um, que por vezes obrigam o lutador a sair rápido. Mas, às vezes, ao invés de dar o último treino, dar esse tempo para dar uma relaxada, por vezes, acho muito pertinente. Ali, vejo acontecer o que escrevi e laços de amizades se fortalecendo. Com o passar do tempo, essa interação vai abrangendo a todos os alunos, de todas as faixas.

    A pior coisa que pode ter na academia são “panelas”. Gosto que todos treinem com todos. Óbvio que afinidades aproximam e naturalmente você acaba até treinando com mais frequência com alguns parceiros do que com outros. Mas acho bom sempre evitar essas “panelas”, e essas “panelas” podem e devem ser quebradas para o próprio bem do lutador e da academia como um corpo, e essa resenha é um forte fator para isso.

    O ambiente da academia agradece, todos ganham. Quando criei o hahstag #amizadenostatames no Instagram, criei pensando nesse sentido. Amizade é fundamental, treinos duros, mas a amizade continua. Foi finalizado? Treine duro para finalizar na próxima, mas encare seu amigo que te finalizou ou quase te pegou, não como um “inimigo”, pelo contrário, como um grande amigo, porque te mostrou onde estão suas falhas ou pontos fracos.

    É melhor descobrir nos treinos, com a sua equipe, do que numa luta de campeonato. E quem melhor que nossos amigos de treino para falar do que perceberam de nossos erros e acertos durante os treinos, para irmos acertando as nossas rotinas? Como professor, gosto de fomentar essa resenha pós treino. Acho saudável em todos os aspectos.

    Enfim, fica aqui a minha sugestão. Experimentem, cinco minutos de uma conversa pós treino, podem fazer um grande bem para a equipe.

    Para mais informações, veja https://www.instagram.com/luizdiasbjj/ ou entre em contato pelo e-mail geracao.artesuave@yahoo.com.br. Também conheça o http://www.geracaoartesuave.com.br/. Boa semana, bons treinos e até a próxima!

    1 COMENTÁRIO

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comente
    Seu nome