Lyoto Machida destaca duelo contra Belfort no Rio e afirma: ‘Quero chegar e mostrar um show’

por: TATAME | @tatameofficial
Publicado em 26/03/2018
Lyoto Machida destaca duelo contra Belfort no Rio e afirma: ‘Quero chegar e mostrar um show’ Duelo entre Lyoto Machida e Vitor Belfort será uma das grandes atrações do UFC 224 (Foto: Alexandre Loureiro)

publicidade

Por Mateus Machado e Yago Rédua 

No dia 12 de maio, no Rio de Janeiro, o UFC 224 será responsável por um confronto histórico. Lendas do MMA, Vitor Belfort e Lyoto Machida vão se enfrentar pela divisão dos médios, em duelo que pode ser considerado um clássico do esporte, se for levado em conta a história de ambos na modalidade.

Vindo de vitória em sua última luta, contra Nate Marquardt no UFC 212, em junho do ano passado, Belfort, prestes a completar 41 anos, deverá fazer sua última luta da carreira, isso se não optar por uma outra organização, já que também é seu último duelo no atual contrato com o Ultimate. Já Lyoto, que vem de triunfo diante de Eryk Anders no UFC Belém, em fevereiro deste ano, almeja um novo resultado positivo para se aproximar de uma melhor colocação no ranking dos médios e, pelo menos por enquanto, não estipula um momento certo para a aposentadoria.

Na última terça-feira (20), Lyoto foi um dos atletas presentes na coletiva de imprensa para divulgar o UFC 224. À imprensa, o “Dragão” falou sobre o confronto histórico com Belfort, uma possível luta contra Anderson Silva, sua preparação, planos para o futuro e outros assuntos.

Confira a entrevista completa com Lyoto Machida:

– Despedida do Belfort e momento histórico

Essa luta, eu acredito que é a última do Vitor (Belfort), então, é um momento histórico. É uma honra poder participar deste evento, porque é um cara que ajudou a construir o esporte. Então, fazer parte deste momento, é uma honra para mim. Estou treinando bem, tive um excelente camp, acho que tive um tempo hábil para isso. Dia 12 de maio (dia da luta) quero chegar aqui e mostrar um show, porque essa luta está sendo muito boa para todo mundo, para mim, para ele e para os fãs.

– Possível luta contra Anderson Silva

Não (lutaria com o Anderson Silva). Eu e o Anderson temos uma relação mais próxima… A gente treinou mais vezes juntos, a gente visita um a casa do outro, então é uma situação um pouco diferente. Meus filhos às vezes vão encontrar com ele na academia, então é um caso diferente.

– Planos para o futuro dentro do MMA

Eu quero ficar no UFC, gosto muito da organização, quero estar dentro desse caminho. Na verdade, eu penso hoje em um momento de cada vez. Eu tenho essa luta contra o Vitor, que é muito importante, então esse momento é o mais essencial para mim. Eu não quero colocar nada à frente disso… Lógico que tenho meus objetivos, sonhos e pensamentos, mas eu prefiro não colocar isso agora, eu prefiro pensar realmente no que eu preciso fazer agora, que é essa luta contra o Belfort.

– Maiores riscos que o Belfort pode oferecer

O Vitor é um cara rápido, gosta de contragolpear rápido. Tem essa arma e se torna perigoso. Quando você bota muita pressão, ele reage rápido e tem que estar apto para receber essa reação. Ele é completo, pode fazer chão, mas ele gosta da luta em pé. É uma luta que casa muito bem para o meu jogo.

CARD PROVISÓRIO:

UFC 224
Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro (RJ)
Sábado, 12 de maio de 2018

Amanda Nunes x Raquel Pennington
Vitor Belfort x Lyoto Machida
Ronaldo Jacaré x Kelvin Gastelum
John Lineker x Brian Kelleher
Thales Leites x Jack Hermansson
Davi Ramos x Nick Hein
Alberto Miná x Ramazan Emeev
Júnior Albini x Alexey Oleynik
Cézar Mutante x Karl Roberson
Mackenzie Dern x Amanda Cooper
Warlley Alves x Sultan Aliev

Veja também

publicidade

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade