Considerado um dos eventos mais consolidados do MMA nacional, o Shooto Brasil realiza mais edição na sua história neste final de semana, no Rio de Janeiro. A noite de sábado (17) marca o 81° show da organização, com um card que promete estremecer a Upper Arena, casa do evento, no bairro do Flamengo, na Zona Sul carioca. No total são 11 lutas anunciadas até então, com destaque para o duelo principal da noite entre Pedro Falcão e Glyan Alves valendo o cinturão da recém-inaugurada categoria super-galo (até 63,5kg), uma novidade do Shooto. No co-main event, mais disputa de título. Mariana Morais e Lara Procopio duelam em busca do cinturão peso-galo (até 61,2kg), vago após a destituição de Priscila Souza do posto. O evento começa às 20h e terá transmissão ao vivo da TV fechada.

“Estamos muito satisfeitos em poder cumprir nossa promessa de realizar as edições do Shooto quase que mensalmente. E essa, em específico, promete muito. O Pedro está há bastante tempo vencendo e merecendo essa chance. E o Glyan vem de um ótimo resultado sobre o Luciano, um dos melhores atletas da categoria. Em relação às meninas, em respeito aos fãs e atletas do Shooto tivemos que retirar o cinturão da Priscila e colocar ele em jogo, já que ela estava há mais de dois anos sem defendê-lo e também não poderia lutar agora. É o mais justo. A Mariana e a Lara vão disputar esse título”, finalizou Dedé Pederneiras, presidente do Shooto Brasil, sobre a edição que promete bastante emoção.

Dedé falou ainda sobre a nova categoria até 63,5kg, denominada como peso-super-galo. A divisão não faz parte das novas categorias recém-incorporadas às regras unificadas de MMA, mas foi criada pelo Shooto junto com outras divisões, segundo Pederneiras, para facilitar o corte de peso dos atletas, sempre visando a saúde e bem-estar dos mesmos. A CABMMA (Comissão Atlética Brasileira de MMA), entidade que regulamenta as edições do Shooto, assim como os shows do UFC no Brasil, disse apoiar iniciativas como a de Dedé, sempre priorizando as melhores condições de saúde aos competidores, diminuindo riscos.

Pedro Falcão encara algoz de companheiro de treinos

O rondoniense Pedro Falcão é um dos protagonistas da noite do Shooto Brasil 81. Aos 25 anos, o atleta da Nova União chega embalado para disputar o cinturão inaugural da divisão dos super-galos diante de Glyan Alves. Ele vem de cinco triunfos consecutivos, todos eles no Shooto. E se isso não fosse suficiente, Pedro tem uma motivação extra para bater seu adversário. Glyan liderou o card da última edição do Shooto, em janeiro, e nocauteou Luciano Benício, companheiro de Falcão, ainda no round inicial do aguardado confronto.

Glyan Alves quer surpreender Falcão para se tornar o primeiro campeão do super-galo (Foto Natalino Werneck Produções)

Além de ter vencido Benício, Glyan Alves possui um cartel de nove vitórias e apenas três derrotas. Natural de Juiz de Fora (MG) e integrante da equipe Master Fight Team, ele vai em busca do seu terceiro triunfo seguido para entrar de vez na história do Shooto Brasil.

Mariana Morais e Lara Procopio duelam por título vago

No segundo duelo mais importante da noite, o cinturão peso-galo feminino (até 61kg) estará em disputa. A paulista Mariana Morais e a mineira Lara Procópio disputarão o título que pertencia a carioca Priscila Souza, destituída do posto após ficar mais de dois anos sem defender a cinta. Natural de São João da Boa Vista (SP), Mariana Morais chega para a disputa com a bagagem de ter passado por eventos internacionais, como o KSW e o Invicta FC. Com um cartel de 12 vitórias e seis derrotas, a atleta da PRVT pisará pela segunda vez no cage do Shooto Brasil. A primeira foi na edição 49, em homenagem ao BOPE, em 2014.

Já a mineira da capital Belo Horizonte, Lara Procópio, não carrega um currículo tão extenso quanto a adversária. Com apenas quatro lutas profissionais no seu cartel, a atleta de 22 anos ainda está invicta com quatro triunfos. Assim como Mariana, Lara não é estreante no Shooto, tendo vencido Mayra Cantuario, no Shooto 77, em outubro do último ano. A mineira da equipe Nova União atua profissionalmente desde 2015 e é tida como promessa.

O card do Shooto Brasil conta ainda com outras nove lutas. Os destaques são os duelos entre os experientes Jorjão Rodrigues, da tradicional equipe Kimura, e Benito Tavares, além da presença da promessa da Nova União Guilherme Doin, que enfrenta Paulo Zé Doido, e de Gláucio Eliziário, que retorna após fraturar o braço em seu último confronto.

Os ingresso já estão à venda, com o seguinte formato: R$30 Arquibancada / R$50 Cadeira e R$150 Camarote – Academia Upper – Rua Marques de Abrantes, 96 – Flamengo (RJ).

CARD COMPLETO:

Shooto Brasil 81
Upper Arena, no Rio de Janeiro (RJ)
Sábado, 17 de março de 2018

Glyan Alves x Pedro Falcão
Mariana Morais x Lara Procópio
Benito Tavares x Jorjão Rodrigues
Paulo Zé Doido x Guilherme Doin
Victor Romero x Gláucio Eliziário
Adriano Sargento x Pedro de Souza
Thiago Dela Coleta x Macksuel Baiano
Diney Souza x Michel Costa
Cemey Meiota x A definir
Jorge Filho x A definir
Wallace Lopes x Lucas Cardoso