Por Mateus Machado 

Embalado por quatro vitórias consecutivas dentro do Ultimate, Antônio “Cara de Sapato” terá um importante desafio visando sua sequência positiva dentro da organização. Neste sábado (14), o brasileiro terá pela frente o experiente Tim Boetsch no UFC on Fox 29, em duelo válido pela categoria dos médios. Vivendo o melhor momento de sua carreira, o campeão do TUF Brasil 3 vibra com o momento especial e vem mostrando uma evolução constante em suas últimas apresentações.

Oriundo do Jiu-Jitsu, Cara de Sapato, lutador da American Top Team, apresenta uma melhora também na trocação, no entanto, procura deixar bem claro que a sua preferência é a arte suave. Em entrevista à TATAME, Antônio falou do seu crescimento na carreira e o aprendizado adquirido para enfrentar os melhores lutadores da divisão no Ultimate.

“Todos sabem que eu sou um cara do Jiu-Jitsu, mas eu criei uma maturidade muito importante nas últimas lutas. Eu era muito inexperiente na época do TUF, então eu tive que aprender no meio dos leões, dentro da maior organização de MMA do mundo. A cada luta, eu sinto que estou mais bem preparado e pronto para enfrentar qualquer um da categoria. É um aprendizado enorme”, disse o brasileiro.

Confira a entrevista completa com Cara de Sapato:

– Preparação para o duelo

Acho que o trabalho foi e está sendo feito da melhor forma possível. A estrutura da American Top Team é muito boa e conta com grandes profissionais, como o Jim Thomas, que é o meu headcoach, além dos outros atletas da equipe, como o Santiago Ponzinibbio, o Thiago Marreta, Junior Cigano… É uma galera de altíssima qualidade. A preparação foi muito bem feita durante esse camp, tive um bom tempo para me preparar e agora é mostrar o resultado dentro do octógono com uma vitória e quem sabe mais uma finalização, né? Sou um cara do Jiu-Jitsu e procuro mostrar a arte suave da melhor forma nas minhas lutas pelo UFC.

– Três das últimas quatro vitórias vieram no mata-leão

Acho que eles (adversários) já ‘sacaram’ esse golpe, mas o detalhe faz toda a diferença. Quem treina Jiu-Jitsu, sabe que o detalhe no golpe faz total diferença nesses momentos. Todos já sabem que eu vou querer pegar as costas e tentar finalizar, mas é importante você ser esperto e, a partir disso, criar novas variações, e eu conto com uma galera muito boa na minha equipe. Todos sabem que eu sou um cara do Jiu-Jitsu, mas eu criei uma maturidade muito importante nas últimas lutas. Eu era muito inexperiente na época do TUF, então eu tive que aprender no meio dos leões, dentro da maior organização de MMA do mundo. A cada luta, eu sinto que estou mais bem preparado e pronto para enfrentar qualquer um da categoria. É um aprendizado enorme.

– Evolução dentro do UFC

Isso é gratificante demais, é muito bom estar mais estabilizado dentro da organização. Hoje eu estou com quatro vitórias consecutivas, é a segunda maior sequência de triunfos na categoria, só perco para o campeão Robert Whittaker. Me sinto cada vez mais experiente, preparado, e com certeza o foco é uma futura disputa de cinturão. Sei que o desafio não é nada fácil, mas cedo ou tarde eu vou chegar lá. Estou trabalhando forte demais para esse momento chegar na minha carreira.

– Análise do adversário

Eu estudei bastante o jogo dele, tanto os pontos fortes quanto os fracos. É um cara que tem a mão direita muito forte, tem uma base muito boa também, é difícil derrubar ele, e percebi também que ele vem chutando mais nas últimas lutas, então preciso estar bem ágil para saber o momento certo de atacar. Ele oferece algumas brechas na luta de chão, já foi finalizado algumas vezes, inclusive para o Ronaldo Jacaré, Thales Leites… Então, eu analisei bem o jogo dele para saber executar bem a minha estratégia na hora da luta. O ponto mais fraco dele é a minha arma mais forte, então é saber trabalhar para dar tudo certo.

– Momento semelhante com o amigo Thiago Marreta no UFC

Eu fico muito feliz de ver esse bom momento do meu amigo Thiago Marreta, de ver que estamos nessa boa sequência de vitórias dentro da categoria. A gente procura sempre se ajudar e ele foi muito importante na minha preparação, assim como eu estou sendo no camp para a luta dele, acredito eu. Tanto eu como ele estamos vindo de uma sequência de quatro vitórias no UFC e espero muito que a gente faça essa caminhada juntos em busca do cinturão da categoria.

– Possível confronto contra Marreta no futuro?

Apesar de sermos da mesma categoria e vivermos momentos semelhantes, (uma luta) é algo totalmente descartado. Acredito que não há necessidade, porque tem muita coisa para acontecer, muitos nomes dentro da categoria, então não é uma coisa que planejamos.

– Planos para o restante do ano

Eu espero muito poder fazer três lutas esse ano, sair vitorioso nesse primeiro desafio, que é bem importante, mas eu quero muito vencer três vitórias em 2018, seria algo maravilhoso, seria espetacular fechar o ano dessa forma e se aproximar cada vez mais do título. Então esses são meus planos, espero não me machucar para treinar muito e ir em busca desses objetivos.

CARD COMPLETO:

UFC on FOX 29
Glendale, nos Estados Unidos
Sábado, 14 de abril de 2018

Card principal
Dustin Poirier x Justin Gaethje
Israel Adesanya x Marvin Vettori
Carlos Condit x Alex Cowboy
Michelle Waterson x Cortney Casey

Card preliminar
Tim Boetsch x Antônio Cara de Sapato
Muslim Salikhov x Ricky Rainey
Wilson Reis x John Moraga
Krzysztof Jotko x Brad Tavares
Gilbert Durinho x Dan Moret
Shana Dobson x Lauren Mueller
Dhiego Lima x Yushin Okami
Arjan Bhullar x Adam Wieczorek
Matthew Lopez x Alejandro Perez
Luke Sanders x Patrick Williams