Delton Cervinho exalta boa fase de José Carlos ‘Cocó’ e estrutura do CT Brasil: ‘É a chave de tudo’

por: TATAME | @tatameofficial
Publicado em 03/04/2018
Delton Cervinho exalta boa fase de José Carlos ‘Cocó’ e estrutura do CT Brasil: ‘É a chave de tudo’ Delton Cervinho falou sobre o trabalho com José e exaltou a estrutura do CT Brasil (Foto divulgação)

publicidade

Por Mateus Machado 

Localizado na Tijuca, Zona Norte do Rio de Janeiro, o CT Brasil vem realizando um constante trabalho em prol dos esportes de luta. Oferecendo uma boa estrutura aos atletas e professores, o núcleo vem fazendo parcerias que formam intercâmbios importantes para a evolução desses profissionais. Um deles é o de Delton Cervinho, da GFTeam, que é responsável por coordenar o trabalho de preparação física de força na parte da manhã.

Em entrevista à TATAME, Delton falou sobre a importância de contar com a estrutura do CT Brasil na realização do trabalho com os atletas, ressaltando o que ainda deve ser feito na questão do desenvolvimento profissional nos esportes de luta e citando a sua evolução.

“A chave de tudo é o CT Brasil. As condições de trabalho, materiais e suporte de outros profissionais nos dão uma vantagem competitiva importante. Hoje, vemos uma difusão grande de centros de treinamento, e penso que isso é extremamente importante para o desenvolvimento do esporte, agora precisamos ver um movimento de desenvolvimento profissional. Um momento onde os profissionais possam discutir suas práticas de maneira a se fazer ciência, com o intuito de aprimorar o conhecimento da modalidade. O conhecimento que, por vezes, é tácito, deve ser trazido para discussão, aprimorado e socializado. É assim que, na minha perspectiva, iremos evoluir”, analisou Delton.

Aliando seu bom trabalho com a estrutura que é oferecida no CT Brasil, os resultados estão sendo construídos e, cada vez mais, consolidados. Prova disso é a boa fase de José Carlos “Cocó”, faixa-preta da GFTeam, que vem conquistando uma série de competições organizadas pela UAEJJF, uma das principais Federações do mundo na arte suave.

“O trabalho com o José Carlos ‘Cocó’ começou há três anos, e estamos colhendo frutos da relação de confiança que foi construída lá no início, no trabalho de base, na desconstrução de vícios corporais e atitudes atléticas. Hoje, discutimos taticamente as lutas, mas precisamos vencer o obstáculo, por exemplo, de criação de competições-chave, competições secundárias e competições que ele não deveria participar em função do calendário de periodização das competições-chave. Sei que foi traumático para ele no início, mas vencida essa etapa, ele mesmo pôde perceber que chegava muito melhor nas principais competições e se percebia cada vez mais ‘forte’. Acredito que os resultados ratifiquem isso tudo”, destacou o preparador, que ainda falou sobre como a tecnologia vem se relacionando aos métodos de trabalho na preparação física para ajudar os atletas.

“O movimento tecnológico é irrefreável e tende a ajudar muito nos quesitos de aproximação e velocidade de informações. Porém, não percebo como possa substituir a figura do treinador, por exemplo. Na preparação dos meus atletas, incluímos sessões de coaching para que seja possível diminuir barreiras e obstáculos através de técnicas que utilizam, por exemplo, recursos de programação neurolinguística e técnicas de andragogia para que eles entendam que os recursos necessários para a vitória estão ali. Cabe a eles entenderem o peso de suas escolhas e se isso os aproxima ou afasta do pódio”, finalizou.

Essa matéria é um oferecimento de Tauron. #UseTauron #NósLutamosComVocê. Para saber mais, clique aqui. Kimonos Akira, a armadura que você precisa. Saiba mais aqui.

SERVIÇO:

CT Brasil: R. São Francisco Xavier, 178 – Tijuca, Rio de Janeiro
Telefone: (21) 3174-2534
Para mais informações, clique aqui

Veja também

publicidade

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade